Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Março, 2015

"Bafareira"

Hoje resolvi ir dar uma passeata com a minha "ézinha" até à pequena e quase deserta aldeia da Bafareira, escondida num profundo vale entre as Serras do Muradal, Caniçal e Mougueiras. Depois da "biolência" do passado sábado nos 5 empenos na Sertã, hoje fui em busca de mais um empeno, em jeito de teste para o magnífico passeio transibérico que tenho agendado para a próxima sexta feira. Saí da cidade pelas 08h00, e rumei à Lameirinha, com passagem pelo Salgueiro do Campo. Ali tomei o cafézinho matinal e continuei em sentido ascendenteaté ao alto da Foz do Giraldo, onde fleti à esquerda para o Estreito. Aqui virei à esquerda em direção à Bafareira, pela estrada que também dá acesso ao Pião, fletindo á direita, lá no alto, para uma vertiginosa descida à peculiar aldeola da Bafareira, lá nas profundezas do vale e rodeada pela ribeira com o mesmo nome. Paisagens magníficas entre belas serranias cortadas por algumas belas estradas panorâmicas, onde pedalar é uma preciosid…

Uma visita a Castelo Novo"

Ontem, apesar de ainda um pouco combalido da empenadela na Sertã, fui dar umas pedaladas descontraídas com a minha "ézinha" na companhia do Jorge Palma. Abandonamos a cidade já depois das 08h00 e rumámos à Povoa de Rio de Moinhos via Caféde. Paramos no Café Flor do Outeiro para a matinal dose de cafeína, pastelzinho de nata e dois dedos de conversa, bem amena e sem stress. Tomamos depois o rumo à barragem de Santa Águeda, sempre bela e luzidia até que chegammos á rotunda de entrada na Lardosa. Depois de umas centenas de metros na N.18, fletimos à esquerda e como nova passagem junto à barragem, agora na estrada que segue para S. Fiel, viramos agora à direita para uma estradinha entre quintarolas que nos levou até à Soalheira. Desta vez não cruzamos a povoação no sentido habitual, mas sim em direção à rotunda sul, onde cruzamos a A23 pela passagem superior seguindo para o apeadeiro. Aqui cruzamos a linha férrea e envoltos numa explendorosa paisagem com a Serra da gardunha com…

"9ª. Edição dos 5 Empenos"

Depois de oito anos a vai que não vai e depois não fui, desta vez resolvi não ir e fui.
Aquela coisa dos 5 empenos e ainda por cima organizado pela mão matreira do Pedro Ferrão acagaçava-me um pouco. E como se isso não bastasse, constava que também lá ia aparecer um baixote lá do norte, um bananoide que anda sempre a pregar partidas à malta. Bom. Mas lá me enchi de coragem, peguei na minha fragonete e rumei à Sertã, à Pastelaria Estrela Doce, onde tinha combinado com o meu irmão Luís tomar o cafézinho matinal e o pastelito de nata. Já descafeinadinhos, fui até às piscinas onde deixei a fragonete e já cavalgando a minha "santa", fui até ao local de encontro, junto à casa dos pais do Ferrão. Por ali a coisa já estava bem animada com muita malta, vinda de vários cantos do país, para mais um belo dia de convívio. A malta foi-se cumprimentando e outros fora chegando e o grupo foi-se compondo para mais uma bela edição dos 5 empenos  . . . a nona. Brincadeira, alegria e bom companh…