Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2015

"Para descontrair."

Hoje até não tinha planeado andar de bicicleta, mas um sms do Jorge Palma ontem à tarde, alterou-me os planos e mandou o descanso à "fava"! Não costumo abdicar de uma voltinha de bike em boa companhia. E como sei que com o Jorge, o andamento é controlado, aceitei o convite. Hoje não era dia para andar atrás dos "pontas de lança"! Saímos da Racha pelas 08h00 e combinamos ir tomar café à Pastelaria Flôr do Outeiro, na Póvoa de Rio de Moinhos. Passamos pelos Escalos de baixo e Escalos de Cima onde tomamos o rumo a Alcains, seguindo depois para a Póvoa. Na relaxante esplanada e sob uma fantástica manhã solarenga, bebericamos o cafézinho, comemos o habitual bolinho, no meu caso, o habitual pastelito de nata e por ali estivemos entretidos na conversa, sem stress, nem pressa alguma. De volta à bicicleta, demos uma passagem pela bonita barragem da Marateca e seguimos para o apeadeiro da Soalheira, para gozarmos com a passagem pela panorâmica estradinha que segue para a At…

"Pelo parque eólico do pinhal interior."

Hoje resolvi pôr a minha "ézinha" a ranger, pelas serranias do Parque Eólico do Pinhal Interior.
Levantei-me cedo, dei uma espreitadela pela janela da cozinha para ver como estava o tempo e depois de tomada a primeira refeição do dia, fiz-me à estrada. Resolvi ir até à central de Transformação do Parque Eólico do Pinhal Interior com passagem pela Lisga e Isna. Abandonei a cidade pelas 07h30 e pela Milhã segui pelo Salgueiro do Campo até ao final da reta da Esteveira, onde fleti à esquerda para o Vale Ferradas, Grade e Vale Maria Dona. Cheguei à Azenha de Cima e depois da pequena subida, virei à dereita e desci ao Pomar para enfrentar a longuíssima subida às eólicas com passagem pela Lisga. Uma duríssima subida sempre nos dois dígitos, apenas com um descanso antes da Lisga, para chegar aos 18% já quase no final da aldeia e à chegada à capela, transformando-se anda mais penoso pelo fato de ser empedrado. Depois da passagem pela aldeia, há ainda uma longa distância até culminar…

"Ciclocross pelo Freixial do Campo e Caféde"

Hoje depois de ter tomado a primeira refeição do dia ainda estava um pouco indeciso se haveria de ir passear a "ézinha" pelas estradas cá do nosso condado, se passear a "canic" pelos cabeços e vales cá do nosso cantinho. Ganhou a "canic". Já "cavalgando a dita", resolvi ir ter com a rapaziada das "Tílias", mas maneirinha a escolher trilhos e eu queria exercitar as pernas e não o "lombo". Ali encontrei o Orlando e o Pedro Pereira e foi com eles que fui hoje passear a "canic" pelos trilhos do Freixial do Campo, onde chegamos depois da passagem pelas Quintas de Valverde e Vales da Garzinda e Mindinho. No Freixial, ainda tentamos ir acordar o Tó Bispo, mas apesar da algazarra e de tocarmos duas vezes à campainha, não fomos capaz de o acordar . . .estava ferrado ao colchão! Seguimos para Caféde pela Nave Redonda, descemos as Três Toneladas cruzamos o Vale Coelheiro, antes de chegarmos a Café da Ti Matilde, já em Caféde,…

"Monforte da Beira - Feira Sabores d'Aldeia"

Hoje, na companhia do Álvaro Lourenço e António Leandro, fomos até Monforte da Beira, dar uma espreitadela na Feira dos Sabores d'Aldeia - Festa da Bica e do Azeite. Abandonamos a cidade pelas 08h00 e rumamos a Olêdo, com passagem por Escalos de Baixo, Escalos de Cima e S.Gens. Cruzamos a aldeia e seguimos para Idanha a Nova, descendo à Sra da Graça, onde paramos no café local para a matinal dose de cafeína, (café) que segundo reza a história, é originária da Etiópia (planta) e que tomamos calmamente sentados na esplanada, dando dois dedos de conversa. Voltamos a montar as "finórias" e rumamos agora ao Ladoeiro, que cruzamos entrando na estrada panorâmica que nos levou até Monforte da Beira. O ambiente já era de festa quando ali chegamos com as barracas de produtos já montadas e a maioria já em atividade. Depois de uma breve passagem, paramos no adro da igreja onde estacionamos os nossos veículos sem motor e fomos buscar um bom bocado de chouriço (paio) na barraquinha d…

"Nisa"

Nada melhor do que começar o Outono com um bom par de pedaladas.
Aproveitando a disponibilidade do Jorge Palma, resolvemos ir hoje até Nisa, montando as nossas "finórias".
Abandonamos a cidade pelas 08h00 e rumamos a Vila Velha de Rodão, com passagem por Sarnadas, Alvaiade, Tavila e Gavião de Rodão. Na esplanada da bolaria, tomamos a matina dose de cafeína, acompanhada do respetivo pastelito de nata, no meu caso, pois o Jorge não liga a pequenices e escolhe sempre algo que se veja! Passamos o Rio Tejo e com um olhar de soslaio sobre as imponentes Portas de Rodão, demos início à subida do dia para descermos depois até à Ribeira de Nisa e nova subida até Nisa, onde voltamos a parar na esplanada do jardim. Depois de uma bebida fresca e dois dedos de conversa, encetamos o regresso à cidade, agora em sentido inverso até Vila Velha de Rodão, onde seguimos pela N.18 até Sarnadas, com passagem pelo Coxerro e Amarelos. Já na IP2, foi um instantinho enquanto chegamos à cidade, com tem…

"A estreia da Canic"

O ciclocross é uma das minhas antigas paixões, agora repescada com a entrada desta nova "Canic", uma boa aposta da Ktm, que a "vestiu" com todos os ingredientes para a prática deste bonito desporto, que no meu caso, lhe dou apenas uso na vertente lúdica. Como o meu companheiro da fininha de pneu cardado se encontra ausente neste fim de semana, pensei inicialmente ir dar uma voltinha a solo para me habituar a tão singela montada. Mas acabei por decidir ir em busca de companheiros para desfrutar desta bela manhã de verão. Fui então fazer uma visita á rapaziada que se junta nas "Tílias" para um passeio calmo e descontraído, pois a "montada" de hoje não gosta muito de radicalismos. Juntei-me assim ao Juca, Tó Bispo, Alfredo Martins, Nuno Barata e Pedro Pereira e fomos dar uma volta de Btt, acabando eu por assumir e delinear o trajeto. Abandonamos a cidade rumo a Alcains e pelo Vale Capitão, Quinta da Ordinha, Folha da Lardosa, Fonte Caiada, Vale do…