quarta-feira, 4 de maio de 2016

"Póvoa, Atalaia e Orca"

Como a previsão para amanhã é de chuva, fui hoje, na companhia do Jorge Palma e Álvaro Lourenço, dar uma passeata asfáltica pelas nossas panorâmicas estradinhas, desfrutando das desta fantástica manhã, vestida das bonitas cores primaveris.
Fomos tomas o cafezinho matinal à Flôr do Outeiro, na Póvoa de Rio de Moinhos, com passagem por Cafede.
Rumamos depois à Barragem da Marateca, que contornamos em parte e com passagem pela Soalheira, seguimos para a Atalaia, que cruzamos, rumo às Zebras.
Aqui fletimos à esquerda e seguimos para São Miguel d'Acha, que também cruzamos e descemos a S. Gens, para a última subidita aos Escalos de Cima.
Como é habito, optámos por seguir pelos Escalos de Baixo, entrando na cidade ainda a tempo da sossegazita, pois as esplanadas já começaram a nascer pelos recantos dos cafés e a convidarem à bjecazita fresquinha, que caiu que nem ginjas, após os 83 tranquilos kms do passeio de hoje.
Fiquem bem.
Vemo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

sábado, 30 de abril de 2016

"Por Aldeia de Santa Margarida, Martianas e Orca"

Hoje, com um grupinho de malta animada, partimos do Continente pelas 08h30, rumo a S. Miguel d'Acha, onde tomamos o cafezinho matinal na padaria local.
Seguimos depois para a Aldeia de Santa Margarida e mais à frente, fletimos à esquerda para as Martianas e Orca.
Aqui tomamos o azimute à Lardosa e Alcains, para uma ligeira paragem na queijeira do Monte do Carvão para abastecer o bolso traseiro do jersey com um produto artesanal ovelhum, ainda fresco, para depois da sestinha da tarde.
Contas feitas, pedalamos 82 kms numa bela manhã primaveril, inseridos num animado grupo de malta amiga e terminando esta catita voltinha asfáltica ainda a tempo do apetecido almocinho.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

quarta-feira, 27 de abril de 2016

"Vila Velha de Rodão . . .varanda do Tejo!"

Pelas 08h30, juntei-me ao Jorge Palma para a voltinha semanal de asfáltica, com destino à Bolaria Rodense.
Abandonamos a cidade pela Zona Industrial e descemos a Alfívida, com passagem pelos Cebolais de Cima.
Com os campos verdejantes a refletir as bonitas cores primaveris, fomos pedalando e conversando, calmamente, apenas a desfrutar estes momentos únicos de paz e acalmia.
Passamos pelo vale de Pousadas e entroncamos na N.18, que seguimos até Vila Velha de Rodão, onde tomamos o cafezinho e respetivo bolinho na citada bolaria.
Conversa e mais conversa e o tempo ía passando, até que tivemos de abandonar aquele aprazível e viciante local, para regressar á cidade.
Subimos a Alvaiade cruzando a vila passando depois pelo Gavião de Rodão e Tavila.
Entramos no velho IP2, agora N3 e aproveitando um pouco o vento favorável, chegamos á cidade ainda com tempo disponível para uma pequena tertúlia enquanto bebericávamos uma bebida na pastelaria junto ao Elefante Azul.
Uma bela manhã de pedalada asfáltica e em agradável companhia, culminou com 73 kms, o suficiente para me matar o vício.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC