Avançar para o conteúdo principal

Mensagens

A mostrar mensagens de Setembro, 2009

"Preparação do VI Raid AC"

Já há uns tempitos que não me dedicava a procurar uns "trilhitos" novos . . . e tantos que há por aí . . . e criar um percurso para partilhar com alguns amigos. E nada melhor que aproveitar a companhia do amigo Carlos Sales, hoje meu único companheiro de pedaladas, para nos lançarmos à descoberta, já com zonas definidas, de trilhos que me levassem ao meu imaginário. Como o Carlos, tal como eu, não tinha compromissos para hoje, lancámo-nos então à aventura. Desta vez pretendo criar um percurso com partida e chegada à cidade, e que me leve pelas zonas de lavoura dos Montes Grande e Silveira e por eucaliptais até Monforte. Cruzando a Serra entrarei no Parque Natural do Tejo Internacional, onde percorrerei trilhos nunca antes pedalados que me farão atravessar o Rio Aravil e passando as Soalheiras atingirei a fantasmagórica e abandonada Aldeia de Alares, que pretendo dar a conhecer a quem me acompanhe e não conheça. Seguirei depois até ao Rosmaninhal onde pretenderei almoçar, continu…

"De volta aos trilhos"

Pois é . . . após algum tempo mais dedicado à asfáltica, voltei ao Btt!!! E nada melhor, para tal regresso, que a companhia de amigos, neste caso, o Silvério, Pedro Barroca, João Caetano, Luís Lourenço, João Afonso, Luís Martinho, Luís Moreira e Paulo Neto. Como à partida houve logo quem avisasse que pretendia estar na cidade pelas 12h, a volta de hoje foi ligeiramente encurtada, com esse objectivo. Saímos da Pires Marques pelas o8h15 com intenção de dar umas pedaladas num percurso circular, que animasse a malta e o tirasse do marasmo do vai vem à Marateca e ao Ponsul. Fomos então dar uma passagem por umas quantas aldeias, tanto mais que hoje tinhamos na nossa companhia, o famoso angariador de adegas . . . Mister Silvério, que puxou dos pergaminhos e não deixou os seus créditos por mãos alheias. À passagem pelo Vale do Romeiro cruzámo-nos com a rapaziada das Docas e logo a seguir com um outro grupo, este de "Velhas Glórias", onde ía também inserido o meu amigo Lalanda, já a alarg…

"Sonhos de Natal!!!"

Este ano vou escrever uma cartinha ao PAI NATAL.
Como este ano fui um "menino" bem comportado??!!! . . . Nunca se sabe!!! Fiquem bem Vêmo-nos nos trilhos AC

"2ª. Edição Castelo Branco - Fátima, em BTT"

Pelo segundo ano consecutivo vou efectuar a ligação em Btt de Castelo Branco a Fátima, em completa autonomia. O ano passado acompanharam-me 3 amigos e este ano as espectativas são maiores. Serão 2 etapas, a primeira com cerca de 104 kms e a segunda com cerca de 100 kms. Com a primeira etapa a terminar em Gavião, quem me quiser acompanhar poderá alojar-se na Residencial S. João(15 Euros p/pessoa), efectuando a sua reserva através do Tlm 918909172 Sr. João Matias. A título informativo, para quem eventualmente me acompanhar, trata-se duma peregrinação e não duma maratona qualquer ou prova desportiva, pelo que, o andamento será de passeio em ambiente de sã camaradagem e companheirismo. Neste aspecto não há motivo para receios!!! Toda a malta deverá gerir a sua logística de forma a levar o estritamente necessário para esta travessia, sem esquecer que são dois dias. No entanto e apesar de ser em autonomia, no grupo aparece sempre um "qualquer engenheiro", qualificado para ajudar a resol…

"De volta à SS"

Já estava com alguma saudade de dar umas pedaladas de btt e porque não de SS!! Por isso e aproveitando o facto de o Pedro Barroca também me acompanhar nesta quarta feira, combinámos levar as nossas Single Speed. Juntaram-se-nos o Filipe e o Carlos Sales e resolvemos ir beber a matinal dose de cafeína à Soalheira e dar um pulinho à Marateca, cuja cota se encontra ainda bastante baixa nesta época estival. Pretendia-se um passeio calmo e recuperante das últimas emoções pirenaicas, pretensão logo garantida à partida, pois a rapaziada que hoje me acompanhava é da que gosta de pedalar e apreciar a panorâmica que os envolve e não andar por aí a fazer poeira, o que não quer dizer que de quando em vez não haja lugar a uns andamentozitos um pouco mais viris, ou uns picozitos saudáveis, não sendo o caso de hoje. Rumámos a Alcains, via Sta Apolónia e rolámos até à Lardosa pelos trilhos sobejamente conhecidos da malta. Não parámos na Lardosa e rápidamente chegámos à Soalheira, parando seguidamente nas …

"16ª. Edição do SERRA ACIMA"

Há dezasseis anos que o evento "Serra Acima" se realiza sob a batuta da FPCUB com algumas parcerias e, nestes últimos anos, sofreu uma evolução em termos organizativos e de trajecto, que se traduziu numa significativa melhoria do evento, cabendo aqui, mais uma vez, realçar a "carolice", a disponibilidade e o trabalho realizado pelo amigo José Morais, um filho da terra, neste caso de Salvador - Penamacor e que mantém vivo um dos melhores eventos cicloturísticos do País. Este ano e como não poderia deixar de ser, mais uma vez participei no evento e foi talvez um dos anos que mais prazer me deu participar. Isto porque este ano houve mais aderência por parte da rapaziada cá do burgo sem as trafulhices habituais de alguns elementos que participam, mas não participam, ou melhor . . . não se inscrevem e têm por hábito misturarem-se na "molhada" à borliú e aí vamos nós Serra Acima. Para ir à Serra, pode-se ir em qualquer altura, basta juntar uns amigos e toca a dar…

"Transpirenaica # Montory - S. Jean de Luz"

Dia 08Set. 6. ETAPA MONTORY - S. JEAN DE LUZ
Última etapa e o fim duma bonita e grande aventura ciclística na Cordilheira Pirenaica. Após uma bela noite de descanso numa pacata povoação já no País Basco Francês, levantei-me cedo e após um calmo pequeno almoço, preparei a bike pela última vez nesta aventura e fiz-me à estrada naquela que seria a última etapa, sem grandes problemas em termos de altimetria, nem quilometragem. Em direcção ao Atlântico, pedalei calmamente durante cerca de 15 kms, altura em que cheguei a Musculdy, início da última passagem de montanha desta travessia, o Col de Osquich, cerca de 5 kms sem grande pendente, cuja única dificuldade foram os kms já acumulados nas etapas anteriores, mas que mesmo assim não impediram que o ultrapassasse sem probelas de maior. Uma descida rápida e até S. Jean de Luz, cerca de 100 kms rolantes ultrapassados em velocidade de cruzeiro com os olhos postos nas belíssimas paisagens do bonito País Basco, bastante verdejante e também ele montanho…

Transpirenaica # Luz St Sauveur - Montory"

Dia 07Set
5. ETAPA LUZ ST SAUVEUR - MONTORY

Após a duríssima etapa de ontem, com 5 passagens de montanha, sendo duas de 1ª. categoria e uma de categoria especial, em termos ciclísticos, mas em termos cicloturísticos, são autênticos colossos.
Após o términus da 4. Etapa, tive que adoptar tratamento de choque, para conseguir recuperar os músculos para a também bastante dura etapa de hoje, com a terapia do gelo sobre os músculos e uma auto massagem com gel recuperante.
O jantar foi à base de esparguete, pois as minhas filhas, logo que cheguei saíram em trabalho de pesquisa pela vila, em busca de uma pizzeria.
Pela manhã e após o pequeno almoço, tomado no hotel, preparei a bike, como habitual, carreguei os bolsos do Jersey com comida, telemóvel, máquina fotográfica, elementos de identificação e seguro e fiz-me à estrada.
Desta vez tive 15 kms para rodar e fazer o aquecimento até Argelés-Gazost, cidade onde começa a subida ao Col D’Aubisque, com passagem pelo Col du Soulor.
Esta zona já é para mim…