Avançar para o conteúdo principal

"Nas faldas do Ocreza"

08h00 da manhã, frio e antevia-se uma manhã calma e solarenga.
Lá vou eu rua abaixo em direcção às Bicicletas do Amieiro, local de encontro daqueles que não desistem, quer chova, quer faça sol. "BTT é BTT, o resto é preguiça"
Fui o primeiro a chegar e logo depois o Filipe e seguidamente, o Marco.

Demos então inicio a mais uma das nossas "aventuradas andanças" rumando em direcção à Cova do Gato à procura de novos trilhos. Passámos o Cabeço da Barreira, Figueiredo e por ali andámos algum tempo para baixo e para cima, numa autêntica selva de mimosas, acabando por descobrir um single track espectacular, que logo ali baptizámos de "SINGLE DAS TABUINHAS".
Parámos na bonita fonte da Ocreza, ferrámos o dente numa barrinha de cereais (minha rica sandocha de presunto de bácoro preto) e vai uma foto para a posteridade.

Logo após a Ponte do Rio Ocreza, virámos à direita e toca a subir entre regos e reguinhos até que uma bendito pinheiro resolveu interromper-nos o martírio, (Graças a Deus, ainda há pinheiros bons) barrando-nos o caminho e obrigando-nos a mudar de rota, pelo que, por ali inventámos um "carreiro, para ir entroncar no caminho principal. Andávamos nós nestas "carreirices", quando o Filipe, viu um "rapeiro" de terra fofa e resolveu espojar-se, mas, ao aperceber-se que estávamos a ver, levantou-se rapidamente, sacudiu a terra e com um sorrisinho comprometido, disse que estava tudo bem. eheheheh.!!!!

Rumámos depois em direcção à Barroca do Sapateiro, Barroca da Virtude, e passámos a ponte da Ribeirinha, voltámos a direita para a EN.551 (Caféde). Após passar a Ponte da Ocreza, mudámos de direcção para a esquerda e desenhámos um trajecto no Vale da Pereira, passando pela Coutada do Vaz Preto, fomos ter à Tapada das Figueiras, Parque de Campismo e já na Pires Marques despedimo-nos, indo cada um ao se destino.

-//-

Mapa Google do Percurso

Altimetria do Percurso







Com o Marco na margem direita do Rio Ocreza



Vista sobre a Ribeira da Líria


Ribeira da Líria


Na Fonte da Ocreza


Fonte da Ocreza

Uff... maldito cabeço (da Barreira)


O Marco e o Filipe



Na margem direita do Ocreza


Vista sobre o Açude do Rio Ocreza



Panorâmica do Rio Ocreza

Rio Ocreza


Ao fundo a Ponte sobre o Ocreza



Cabeça da Águia



O Marco perseguindo a própria sombra


Rio Ocreza

Oh Filipe... e esta heim...!!


Vale da Pereira



Uma das barragens do vale da Pereira



Ribeirinha



Outra barragem do Vale da Pereira


.o0o.

Comentários

Varadero disse…
Que paisagens lindas!

E as fotos também !!
pjfa disse…
Pois, quer faça chuva ou quer faça sol, às Quartas-feiras, pelas 8h00, estou a passar em Vale de Vilãos. Ali a paisagem é a Barragem de Montargil.
Vocês metem inveja ao pessoal mas, o pior que tudo, é saber o nível de cumplicidade que o grupo tem e não poder estar presente. Acreditem que me lembro de vocês enquanto vou a caminho :)

Vou parar com as lamentações e espero estar aí na próxima Terça-feira, no sítio do costume.
rarn disse…
Não conhecia este novo espaço cybernauta, mas vou passar a ser um leitor assíduo.

Parabéns AC.

Com estas paisagens percebemos poque é que gostamos deste desporto.

rarn
Quem sou eu... disse…
Magnificas paisagens... Não conheço Castelo Branco, mas já estou a ver que tem excelentes condições para o "Desporto Rei". Parabéns AC pelas fotos. Convido-os a visitar também o meu blog http://bttdominhoaovouga.blogspot.com/
ABRAÇOS
JORGE

Mensagens populares deste blogue

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …