Avançar para o conteúdo principal

"Nas faldas do Ocreza"

08h00 da manhã, frio e antevia-se uma manhã calma e solarenga.
Lá vou eu rua abaixo em direcção às Bicicletas do Amieiro, local de encontro daqueles que não desistem, quer chova, quer faça sol. "BTT é BTT, o resto é preguiça"
Fui o primeiro a chegar e logo depois o Filipe e seguidamente, o Marco.

Demos então inicio a mais uma das nossas "aventuradas andanças" rumando em direcção à Cova do Gato à procura de novos trilhos. Passámos o Cabeço da Barreira, Figueiredo e por ali andámos algum tempo para baixo e para cima, numa autêntica selva de mimosas, acabando por descobrir um single track espectacular, que logo ali baptizámos de "SINGLE DAS TABUINHAS".
Parámos na bonita fonte da Ocreza, ferrámos o dente numa barrinha de cereais (minha rica sandocha de presunto de bácoro preto) e vai uma foto para a posteridade.

Logo após a Ponte do Rio Ocreza, virámos à direita e toca a subir entre regos e reguinhos até que uma bendito pinheiro resolveu interromper-nos o martírio, (Graças a Deus, ainda há pinheiros bons) barrando-nos o caminho e obrigando-nos a mudar de rota, pelo que, por ali inventámos um "carreiro, para ir entroncar no caminho principal. Andávamos nós nestas "carreirices", quando o Filipe, viu um "rapeiro" de terra fofa e resolveu espojar-se, mas, ao aperceber-se que estávamos a ver, levantou-se rapidamente, sacudiu a terra e com um sorrisinho comprometido, disse que estava tudo bem. eheheheh.!!!!

Rumámos depois em direcção à Barroca do Sapateiro, Barroca da Virtude, e passámos a ponte da Ribeirinha, voltámos a direita para a EN.551 (Caféde). Após passar a Ponte da Ocreza, mudámos de direcção para a esquerda e desenhámos um trajecto no Vale da Pereira, passando pela Coutada do Vaz Preto, fomos ter à Tapada das Figueiras, Parque de Campismo e já na Pires Marques despedimo-nos, indo cada um ao se destino.

-//-

Mapa Google do Percurso

Altimetria do Percurso







Com o Marco na margem direita do Rio Ocreza



Vista sobre a Ribeira da Líria


Ribeira da Líria


Na Fonte da Ocreza


Fonte da Ocreza

Uff... maldito cabeço (da Barreira)


O Marco e o Filipe



Na margem direita do Ocreza


Vista sobre o Açude do Rio Ocreza



Panorâmica do Rio Ocreza

Rio Ocreza


Ao fundo a Ponte sobre o Ocreza



Cabeça da Águia



O Marco perseguindo a própria sombra


Rio Ocreza

Oh Filipe... e esta heim...!!


Vale da Pereira



Uma das barragens do vale da Pereira



Ribeirinha



Outra barragem do Vale da Pereira


.o0o.

Comentários

Varadero disse…
Que paisagens lindas!

E as fotos também !!
pjfa disse…
Pois, quer faça chuva ou quer faça sol, às Quartas-feiras, pelas 8h00, estou a passar em Vale de Vilãos. Ali a paisagem é a Barragem de Montargil.
Vocês metem inveja ao pessoal mas, o pior que tudo, é saber o nível de cumplicidade que o grupo tem e não poder estar presente. Acreditem que me lembro de vocês enquanto vou a caminho :)

Vou parar com as lamentações e espero estar aí na próxima Terça-feira, no sítio do costume.
rarn disse…
Não conhecia este novo espaço cybernauta, mas vou passar a ser um leitor assíduo.

Parabéns AC.

Com estas paisagens percebemos poque é que gostamos deste desporto.

rarn
Quem sou eu... disse…
Magnificas paisagens... Não conheço Castelo Branco, mas já estou a ver que tem excelentes condições para o "Desporto Rei". Parabéns AC pelas fotos. Convido-os a visitar também o meu blog http://bttdominhoaovouga.blogspot.com/
ABRAÇOS
JORGE

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…