quarta-feira, 30 de junho de 2010

"Pelas Barragens do Açafal e Coutada"

Hoje, quarta feira, fui dar umas pedaladas com o Pedro Barroca e com o Tiago, um companheiro do BttOledo e com quem tive o prazer de partilhar a aventura da Travessia da Serra do Sicó.
Resolvi levá-los hoje lá para os lados de Vila Velha de Rodão e dar uma espreitadela às bonitas Barragens do Açafal e da Coutada, nos Tamujais.
Em bom ritmo, saímos da Pires Marques em direcção à Azinheira, continuando depois já com a ideia de parar na Padaria dos Amarelos para a habitual "degustação" do panike de chocolate, acompanhado desta vez com "panacahê". Experimentem!!!
Cruzámos as Sarnadas e embrenhámo-nos em zonas de eucaliptal e matagal com algumas descidas bastante curvilíneas, onde pedalar foi um gozo. Mas quem desce também tem de subir. E foi isso que fizemos até à Atalaia.
Fomos dar uma "espreitadela" a um dos singles junto à aldeia, mas este, nesta altura do ano, assim como quase todos os singles, encontrava-se bastante sujo com erva bastante alta, e para mim, não me dá muito gozo andar mais a "ceifar" erva que a pedalar.
Da Atalaia rumámos ao Tostão, parando na fonte para lavar a cara e atestar camelbags, pois o calor hoje dava para fazer torradas em cima do capacete.
Em rápida descida chegámos à bonita Barragem do Açafal, que mereceu uma pequena paragem para um par de fotos e continuámos, agora em direcção à Serrasqueira.
Passámos a N.18 e subimos ao alto para depois apreciarmos a também bonita Barragem da Coutada.
Descemos à barragem por trilhos agora bastante cheios de restos de madeira e cascas da extração dos eucaliptais circundantes e com passagem nos Tamujais seguimos o antigo estradão para Vale de Pousadas, agora alcatroado.
Em Vale de Pousadas efectuámos nova paragem para beber uma bjeca fresquinha, lavar de novo a cara e atestar camelbags, pois os graus centígrados tinham vindo a aumentar e a roupinha já vinha bastante coladinha ao corpo.
Saímos dalí com os olhos postos na terrível, nesta altura do ano, subida da Ladeira de S. Gens, que nos levou próximo de Cebolais de Baixo, porém, continuámos até ao Retaxo, com nova paragem no bebedouro junto à Capela da Sra da Guia para tentar baixar um pouco a temperatura corporal.
O Pedro com um compromisso para o almoço, levou-nos a alterar um pouco o percurso inicialmente previsto e atacámos logo as Olelas pelo estradão principal e até Castelo Branco foi à moda da malta da "fininha" com relevos e em boa velocidade.
Missão cumprida, o Pedro já estava na cidade e eu e o Tiago não poderíamos chegar a casa a fumegar daquela maneira, pelo que, encostámos no Bar da Associação do Valongo, onde bebemos um par de bjecas e conversámos durante algum tempo.
Já com o "radiador" a funcionar normalmente chegámos ao ponto de partida, na Pires Marques, onde o Tiago tinha a sua viatura e despedímo-nos com a promessa de voltarmos a dar umas pedaladas por aí algures.
Foram 79 kms num percurso não muito fácil e onde a temperatura não deu muitas tréguas, mas a amizade e a boa camaradagem superaram essas pequenas dificuldades, acabando por ser uma excelente manhã de btt.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles.
AC

Sem comentários: