Avançar para o conteúdo principal

"Convívio no Vale do Souto"

Mais um ano estive presente no já famoso convívio no Vale do Souto, onde decorreu a festa do harmónio e da concertina "Harmonvaso".
A malta do btt faz já parte da festa que todos os anos se realiza naquela pacata aldeia.
Por convite, reúnem-se umas poucas dezenas de amigos, sob a batutra do meu irmão Luís, que prepara toda a logística para que tudo corra da melhor forma.
A malta, vinda dos mais variados locais, junta-se pelas 08h00 na Avenida da Carvalha, na Sertã, para este "terrível" dia de btt, companheirismo e divertimento.
Já com saída tardia, a partida para os trilhos deu-se já depois das 09h00. Malta animada e comunicativa, esqueceu por completo a parte competitiva do btt e utilizou a bike como meio de transporte para a Aldeia do Vale do Souto, onde um belo manjar de porco no espeto nos esperava e a animação era garantida, ou não fosse este um grupo animado.
Após cerca de 25 kms, dáva-mos entrada no recinto onde corria a festa e as "mines" logo começaram a jorrar, após largamos as bikes.
Em grande cavaqueira, lá almoçamos e alguns não resistiram a uma boa sestinha . . . mas esta iria durar pouco tempo.
O Rui (da Rodoviária) apareceu por alí com um harmónio na mão, acompanhado doutro colega, para surpresa minha, e logo foi requisitado para a zona exclusiva da rapaziada.
Foi o início duma grande tarde de farra e divertimento com o desabrochar de novos valores artísticos, como se verá mais adiante, num pequeno vídeo.
O regresso foi um pouco mais complicado, pois a adrenalina misturou-se com a cerveja, criando uma mistura expolsiva.
Regressei a Castelo Branco na companhia do Nuno Eusébio, que me fez companhia, assim como o João Afonso, pela primeira vez nestas andanças, mas que decerto ficou fã.
O Silvério, que veio a mostrar-se um dos principais animadores da festa com a sua famosa dança do pisa-ovos, deixou a mulherengada toda de olhos em bico e de costas viradas para o palco.
Pouco depois das 19h00 regressei a casa e parte da rapaziada ficou ainda em ambiente festivo até às tantas.
Para o ano lá estarei de novo, para mais uma aventura animada e divertida.
Vejam os vídeos deste maravilhoso dia na companhia de amigos.

Untitled from actrilhos on Vimeo.

Fiquem bem.

Vêmo-nos nos trilhos,

ou fora deles.

AC

Comentários

Anónimo disse…
Não ficaria bem comigo próprio se não deixasse aqui o meu testemunho sobre um dos mais bem conseguidos passeios de BTT em que já participei.
Este, para além do PPP (PURO PRAZER de PEDALAR) e do incondicional espírito de camaradagem e são convívio, tem o mérito acrescido de ser integrado numa grande festa, que facilmente contagia os BêTêTistas, os quais de uma forma natural e espontânea, rapidamente passam a ser participantes activos, para não dizer protagonistas da mesma, durante o pequeno período em que permanecemos entre tão simpáticas e acolhedoras gentes.
Também quero elogiar a parte gastronómica da coisa, desde as "mines" de entrada até ao famoso medronho daquela região, passando pelo porco no espeto e respectivo acompanhamento.
Parabéns também ao António pela reportagem escrita e filmada, como sempre impec.
At last but not least, um GRANDE OBRIGADO ao Luis Cabaço pelo convite, que espero se repita e a todos que com ele realizaram esta excelente organização.
Um abraço para todos
Silvério

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…

"O outro lado da Estrêla"

Uma vez mais, resolvi fazer umas das minhas "voltas vadias", programadas para este ano, que espero mais rico em aventuras lúdicas e de partilha com amigos. Criei um percurso que chamei de "o outro lado da Estrela", pois a nossa querida Serra da Estrela só é conhecida pela maioria da malta pelas " Torres, Adamastores e outros alimentadores de egos". Mas a serra não é só isso, tem o outro lado, bem bonito por sinal, repleto de lindas panorâmicas e bonitas aldeias. Umas históricas, outras não, mas todas elas com encanto e uma história para contar. Juntaram-se à minha ideia, 14 companheiros e amigos, todos eles ávidos de uma boa aventura e bons momentos de convívio e sã camaradagem. Juntámo-nos na Rotunda da Racha, junto à loja do David, a Feelsbike, pelas 07h00, rumando seguidamente ao Vale da Amoreira, onde estabelecemos o "paddock", junto à Casa de Pasto Ideal, para uma reposição calórica e hidratação atempada, logo após a chegada. Saímos para a…