Avançar para o conteúdo principal

"Até ao último Km"

Este ano, procurar trilhos para a minha habitual peregrinação de Outubro a Fátima, foi um pouco mais complicado.
Uns quantos contratempos, um arrastamento do tempo e até alguma preguiça, levaram a que andasse em busca de trilhos quase até á vespera desta minha obstinação.

E hoje, particularmente, foi um dia em cheio, pois ultrapassou as minhas espetativas, em termos de trilhos, no espetacular Parque Natural da Serra D'Aire e Candeeiros. Umas boas centenas de metros em single tracks, onde a pedra é rainha. Sei que a malta vai adorar, pois eu, apesar de a solo, divertí-me imenso.
Faltavam-me 20 kms para totalizar o track, que hoje ficou concluído.
Na passada sexta feira, fiz o reconhecimento de Vila de Rei aos Moinhos da Pena, próximo da Rexaldia, também com uns quantos singles e trilhos bem engraçados.

Este vai ser um ano diferente de todos os anteriores. menos Kms, um pouco mais de acumulado e de zonas de alguma tecnicidade. Mas vai valer a pena.
Quem me conhece, sabe que eu, assim como a malta que habitualmente me acompanha, gosta de praticar bom btt e não dar umas voltas com a bicicleta de montanha. Quanto mais se conhece, mais se quer conhecer!!! Esta é uma realidade e, quem gosta mesmo de andar de bike, como eu, anda sempre em busca de novas aventuras e trabalhando em novos projetos, que, mais uma vez afirmo, e, faço o convite, são abertos a qualquer companheiro que me queira acompanhar.

Ande muito, ou ande pouco, seja "crack", ou um cicloturista como eu.
Para a malta que me vai acompanhar e que ainda passe aqui por este cantinho, o final do primeiro dia é em Vila de Rei, com dormida na Albergaria D. Dinis.
A saída será pelas 07H, nos locais habituais.
Partida da minha garagem, com recolha do pessoal ao longo do trajeto, na cidade.
Além do pessoal já "habitué" nestas andanças, há este anos dois novos companheiros, que vão fazer pela primeira vez a peregrinação e, a eles, em particular, dou as boas vindas e sobretudo, que se divirtam durante estes dois dias de Btt.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Comentários

Silvério disse…
Bom dia à tarde António,
Dizes que este ano há dois novos companheiros, ou seja, tudo novo para eles! No entanto, na minha opinião, embora já tenha tido a oportunidade de participar nesta tua obstinação uma vez (atrevo-mo a dizer que a partir do momento em que se faz uma vez passamos imediatamente a comungar da mesma), acaba também por ser muito nova para todos, excepto para ti. E porquê? Porque há um AC que põe o seu altruísmo ao “nosso serviço” e insiste, em boa hora, renovar/revigorar o percurso a cada ano que passa. António, abençoado sejas e preserves esse valor por muitos e muitos anos. Eu, e seguramente todos os que se regem pela política dos 4P's, estaremos sempre ansiosos por comungar desta e de outras “obstinações”, seja ao domingo ou não.
Depois de papar o(s) “aperitivo(s)” com que nos foste presenteando ao longo do trabalho de preparação, fiquei com um apetite de tal forma devorador, que não sei bem como o vou controlar até às 7h00 do próximo Sábado.
Quero desde já deixar aqui, um primeiro agradecimento pelo trabalho desenvolvido e os pré-parabéns pela “nova” Peregrinação a Fátima 2011 que nos vais proporcionar.
Um GRANDE abraço e TUDO de BOM
Silvério

Mensagens populares deste blogue

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…