Avançar para o conteúdo principal

"manhã inesquecível"

Falhada a quarta feira passada, por motivo que não quero recordar, ainda assim com uma pequena incursão na neve.

Entretanto, o meu amigo Silvério, passado o susto, resolveu voltar à Gardunha . . . e o S. Pedro ajudou . . . com um dia ainda mais agradável que o do passado feriado.

Manhã fria e solarenga, foi com o que deparámos, quando saímos de Castelo Branco, cerca das 08h, em direcção às Bombas de Combustível da Soalheira.

Estacionámos a viatura e fomos aquecer o corpinho com uma "malguinha" de café, no meu caso, pois o Silvério é quase sempre com a malga da sopa.

Já aconchegados e bem dispostos, preparámos calmamente as bikes e restante material rumando seguidamente à Serra.

Hoje, os restantes companheiros ficaram presos às oliveiras, "dedilhando" azeitonas para o panal. E nós a gozar á brava . . . isto é que é qualidade de vida!!!

Aplicando um pouco de bom senso, preparámos um percurso sem subidas, nem descidas acentuadas, para que a diversão não se transformasse numa grande trabalheira.

Assim, saímos das Bombas em direcção a S. Fiel, onde demos início à subida para a primeira Casa da Floresta.

A neve começou a aparecer nas proximidades do Alto da Cruz e, junto a Casa Florestal, já cobria todo o estradão.

Passámos o parque de merendas e continuámos a subir para o marco Geodésico da Baldeira, onde a neve era já um extenso manto branco. Puro divertimento. Eu e o Silvério, mais pareciamos duas crianças encantadas numa casa de binquedos.

Paisagens lindíssimas e a natureza no seu melhor!!! Uma manhã para mais tarde recordar.
A ligação da Baldeira á segunda Casa Florestal, foi divertidíssima, pedalando quase sempre aos "esses" numa expessa camada de neve, nalgumas zonas com uns bons 20 cm de expessura.

Da Casa Florestal, descemos ao vale e daí, apanhámos a descida que passa na Andorinha, entrando depois em Castelo Novo, pelas Devesas.

Paragem obrigatória no Restaurante "O Lagarto" para mais uma bebida quentinha. Apreciámos um pouco o ambiente acolhedor e após dois dedos de conversa, lá rumámos à Soalheira pelo Pomar do Escalado, virando depois á direita para a Ponte da Ratinha, em direcção ao estradão que nos levou de novo ao ponto de partida.

Arrumadas as bikes, voltámos a casa, após uma manhã bem divertida e inesquecível, na companhia do amigo Silvério, já refeito do susto de quarta feira.
.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . .ou fora deles.
AC
Filme

Untitled from actrilhos on Vimeo.

Comentários

Francisco Baldinho disse…
Caríssimos, conhecendo eu o Silvério e sabendo da maldafada aventura de quarta... Só podia ser! Hoje tinham que voltar ao local do "crime"! E vejo que valeu a pena!
A reportagem do amigo António, como sempre, transporta-nos para o meio das boas fotografias que nos mostram os passeios.

Que inveja, eu não estar também por aí... Fiquem bem, "snowboys"!
Ana Rita disse…
Paisagens lindas! Estou cheia de inveja!
Guarda um baldinho de neve para mim :)
Bjs, pai. Boas pedaladas!

(Já agora, espero que esteja tudo bem com o sr Silvério, espero que tenha sido só um susto!)


Ana Rita
AC disse…
Olá amigo Francisco.
Já sabe como eh!!!
Se não levasse lá o Silvério, fazia uma birra do "caraças".
Mas veio de lá encantado!!
Abraço
AC

Ana Rita.
O teu baldinho de neve está cá guardado!
Bjs
Carlos Pio disse…
Parabéns Cabaço,

pelas imagens espectaculares!
Depois de ver o filme fica-se roído de inveja!!!

Abraço!
BTT-ALBI disse…
"dedilhando" azeitonas para o panal !!! isso já era. Actualmente é "maquinando" e de carbono hehehe.
Fica para a próxima.
1 abraÇo.
Jesus disse…
Será que o Silvério já apreendeu a andar de bicicleta?
Estou como o Francisco, com inveja de vocês!!!
Anónimo disse…
Caros amigos, já que tanto insistem aqui têm respostas/comentários que se impõem, por ordem cronológica:
- Francisco Baldinho
Fico muito satisfeito por me conheceres tão bem. Quanto à inveja é um problema de muito fácil resolução, é só quereres!
- Ana Rita
Antes de mais gostaria que corrigisses o erro ortográfico - "o sr"???
É verdade que a carapaça já aparenta sinais de desgaste, mas, asseguro-te que o espírito mantêm-se jovem e nesse aspecto não me sinto com mais antiguidade que TU.
- AC
Mais um que me conhece ao ponto de evitar as minhas birras. Obrigado pelo esforço que fazes e por tudo o que me tens proporcionado.
- Jesus
Como podes ver já me desenrasco, isto ao fim de duas lições. Agora imagina quando tiver completado a formação. No teu lugar, se não queres ser ultrapassado, começava a fazer qualquer coisa para continuar à frente.
- TODOS
Obrigado por fazerem parte da minha carteira de amigos

Um abraço
Silvério

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…

"O outro lado da Estrêla"

Uma vez mais, resolvi fazer umas das minhas "voltas vadias", programadas para este ano, que espero mais rico em aventuras lúdicas e de partilha com amigos. Criei um percurso que chamei de "o outro lado da Estrela", pois a nossa querida Serra da Estrela só é conhecida pela maioria da malta pelas " Torres, Adamastores e outros alimentadores de egos". Mas a serra não é só isso, tem o outro lado, bem bonito por sinal, repleto de lindas panorâmicas e bonitas aldeias. Umas históricas, outras não, mas todas elas com encanto e uma história para contar. Juntaram-se à minha ideia, 14 companheiros e amigos, todos eles ávidos de uma boa aventura e bons momentos de convívio e sã camaradagem. Juntámo-nos na Rotunda da Racha, junto à loja do David, a Feelsbike, pelas 07h00, rumando seguidamente ao Vale da Amoreira, onde estabelecemos o "paddock", junto à Casa de Pasto Ideal, para uma reposição calórica e hidratação atempada, logo após a chegada. Saímos para a…