terça-feira, 25 de janeiro de 2011

"Tinalhas"

Com a manhã um pouco menos friorenta e com a ausência do vento gélido dos dias anteriores, compareceram junto ao Modelo, o Marco, o Filipe, o Fernando e eu, AC, para umas pedaladas calmas e descontraidas, que nos vão mantendo o cabedal, mais ou menos nivelado.
Combinámos ir injetar, via oral, a matinal dose de cafeína ao café Ginja, em Tinalhas.
Saímos pelo antigo triângulo, em direcção a Caféde e no alto do Salgueiro virámos à direita para o Juncal e Freixial do Campo e, pouco depois Tinalhas, onde efectuámos a paragem programada.

Depois da conversa sempre animada e das brincadeiras do costume, saímos em direcção à Barragem da Marateca, que circundámos, pelo antigo estradão, alcatroado hà uns anos a esta parte, até ao paredão.
Um pouco antes do paredão, encontrámos o amigo Pinto Infante, que lá ia numa das suas voltinhas exploratórias, em busca de mais alguma vereda, para o seu já famoso baú.
Dois dedos de conversa e despedimo-nos, rumando agora em direcção aos Escalos de Cima, onde encontrámos o "Ti João dos Escalos", o pai dos cicloturistas cá do burgo e arredores, pela idade, que "ainda manda a pranchada" a alguns, como costuma dizer, em especial áqueles que pedalam muito, mas "medram" pouco.
Um homem "castiço" e amigo da rapaziada.

Acompanhámo-lo até aos Escalos de Baixo, sua terra natal, e parámos no café à entrada da aldeia para a "sossega", regressando depois á cidade, onde chegámos pouco depois das 12h, com 61 kms pedalados de forma sossegada e em franca camaradagem.
Hoje não houve práticamente fotos, apenas uma, na barragem. Com luvas grossas e de telemóvel, não consigo dar com o botão de ligar/desligar. Para tirar as luvas, não dá lá muito jeito
<>
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . .ou fora deles.
AC

Sem comentários: