Avançar para o conteúdo principal

"Serra do Perdigão e Rio Ocreza"

Hoje voltei a trabalhar num dos vários projectos que tenho em mente.
O de hoje, trata-se duma travessia até à Sertã, com passagem por diversas zonas montanhosas de inegável beleza e que partilha também alguns trilhos, com o trajecto de 2010 da minha peregrinação Castelo Branco - Fátima a realizar em 09/10Out, onde o percurso é 100% novo e 30 kms mais curto, mas também 30% mais difícil e 200% mais adrenalínico e com um entorno paisagístico e cultural mais profundo.
Pelas 08h30 peguei na minha Top Fuel, e fui até à Serra do Perdigão, Ladeira e encostas do Rio Ocreza, "limar umas arestas" numa sequência de trilhos até ao Peral.
É uma zona "esforçada" mas com paisagens maravilhosas, que por enquanto vou limitar, deixando-as em primeira mão para quem se aventurar neste percurso.
Fiz o percurso até ao Perdigão com a bike na viatura e dalí deambulei numa panóplia de trilhos para trás e para a frente, em círculo e zigue-zag, até conseguir o que tinha como objectivo.
Após 30 suados kms, (parece pouco, mas as pernitas discordam dessa opinião!!!) pois a manhã de hoje estava um pouco mais quente que o habitual, defini o trilho a seguir naquela zona e como tal, esta secção está completa, faltando apenas "limar", ou seja, verificar a ciclabilidade de um par de zonas mais, lá para os lados da Rouqueira e Serra da Galega.
Este vai ser um ano onde pretendo acrescentar um pouco mais de aventura às "minhas pedaladas" e onde a autonomia é ponto assente.
Acompanhado, ou em solitário, vou tentar aproveitar os já curtos anos para andar de bike em autonomia, pois sejamos sensatos . . . os anos não perdoam. Os 30ªs e os 40ª.s já lá vão e agora estou a curtos passos dos 60. Talvez por isso valorize mais uma boa aventura. Tudo o resto já tenho guardado há algum tempo nos meus inúmeros álbuns de recordações.
Pode-se ser longevo nestas andanças de bike, mas a capacidade declina de ano para ano e eu não fujo à regra, por isso, quero ampliá-la até onde for razoávelmente possível.
Depois logo se vê . . . Talvez compre uma "CHOPER" lol!!!
.o0o.
Já agora, para quem esteve presente nos excelentes "Trilhos da Açafa" Vila Velha de Rodão, fica o registo do bonito single track na Rota dos Açudes, sempre a ladear o Rio Tejo até à Fisga do Tejo, para os restantes, um verdadeiro motivo para estarem presentes em 2011.
Vídeo



Fiquem bem
Vemo-nos nos trilhos,
ou, fora deles!!
AC

Comentários

Carlos Gaspar disse…
ora viva boa noite!!! ai a vontade que eu tenho de aparecer por aí um dia destes para poder desfrutar também desses trilhos, ehehehehe !!!! mas a vida profissional não perdoa e fala mais alto ... quem sabe um dia !!!
Mas é com muito gosto e admiração, que particularmente, sigo as suas aventuras que são sempre por zonas muito bonitas.
Em meu nome e dos BTT100Stress, um forte abraço e votos de muitas, boas e longas pedaladas.
Carlos Gaspar - BTT100Stress
AC disse…
Amigo Carlos Gaspar.
Seria meu privilégio privar com a malta do BTT100Stress numas curtidas pedaladas.
Quando quiserem, e para a boa "rapaziada", estou sempre disponível!!!
Apareçam!!! Bons trilhos não faltam cá pela zona.
Abraço
AC
BTT-ALBI disse…
Olá AC tudo bem ? 9 e 10 de Outubro lá vamos nós pela 3ª vez consecutiva até Fátima e este ano vamos ter trilhos novos ! vai ser mais 1 fim de semana fantástico.
Os vídeos da Açafa estão (5 *****) parabéns.
1 abraÇo.
JValente disse…
Estupenda qualidade de imagem dessa pequena câmara de vídeo! Uma resolução, enquadramento e estabilidade que superam em muito as câmaras de capacete.

Um edição brilhante!
AC, está de Parabéns pela aquisição.

Abraço
João Valente
AC disse…
Olá João Afonso e João Valente.
Obg pelos vossos comentários.

João Afonso, conto contigo para a peregrinação e este ano os trilhos, em meu entender, superam os do ano passado, assim como a qualidade paisagística.

João Valente, de facto a câmara é de capacete, que como qualquer outra se pode adaptar ao guiador da bike.

Abraço
AC
disse…
Boa Noite,
Parabéns pelo video de parte da Rota dos Açudes. Foi realmente uma zona linda, mesmo à beirinha da água.
Boas pedaladas, agora que o Sol regressou.

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…

"O Trilho da Mina de Ouro do Conhal"

"Só existe um êxito: a capacidade de levar a vida que se quer." (Cristopher Morley) Logo pela manhã, carinha lavada, pequeno almoço tomado ,cafezinho da praxe e na companhia da minha "Maria", fomos até Santana, na aldeia piscatória do Arneiro para uma manhã lúdica e reconfortante pelo Trilho da Mina de Ouro do Conhal. Ajeitei o trilho, cortando a passagem pela cumeada até ao Miradouro da Serrinha e descida acentuada à Foz da Ribeira do Vale.
Saí da aldeia pelo caminho que lá mais à frente ladeia a Ribeira do Vale até á sua foz.
Neste local, onde a ribeira se encontra com o Rio Tejo, formou-se uma ilha a que dão o nome de Cabecinho. Depois de seguir o caminho até à margem do rio, voltamos atrás e fomos até à ilha, passando por duas pontes suspensas, a primeira sobre a Ribeira do Vale e a segunda mais à frente, para ligar à Ilha do Cabecinho. Esta ilha é pequenina . . .uma ilhota, por assim dizer. Nela encontramos uma casa em ruinas, alguns pinheiros e uma mesa e ba…