domingo, 9 de maio de 2010

"Peregrinação a Fátima"

Já há uma boa "mão cheia" de anos que faço a minha peregrinação anual a Fátima por asfalto, quer chova, quer faça sol.
Este ano, acompanhado pelos amigos Micaelo e Filipe, lá concluí mais uma vez esta minha obstinação.
Quando me levantei e cheguei à janela, fiquei logo com a impressão de que este ano ía ser bastante mais difícil, tal a pancada de água que caía no momento.
Mas tal não aconteceu, pois apesar da chuva, o calor reinante durante o percurso emanado pelos meus companheiros, o Micaelo e o Filipe, mantinham enxuta a nossa aventura e em alta a moral.
A chuva, essa sim, bem tentou demover-nos com umas quantas pancadas, quase sempre quando íamos a subir, mas nem assim alguma vez pensámos em desistir. Até o menos preparado Filipe, este ano, se manteve sempre lutador e sempre na nossa companhia até final.

Creio que o S. Pedro ao se aperceber que ninguém ía realmente desistir, acabou por mandar um final de manhã espectacular com uma temperatura bastante amena e um solinho radiante.
De tal forma que tivemos que tirar os fatinhos de água e mostrar o colorido das nossas jerseys.
Umas quantas paragens para repor energías, uma delas numa singela adega no também singelo lugar de Robalo, onde sorvemos dois meios, um branco e um de tinto, para acelerar um pouco a corrente sanguínea, onde até o Filipe bebeu também duas meias doses, mas de "coca cola" de linha branca.
Já perto de Ourém furei o pneu traseiro da minha bike, tempo bem aproveitado para descansar um pouco, retomando de seguida as quase duas dezenas de kms que ainda faltavam para chegarmos ao Altar do Mundo - Fátima.
E mais uma vez concluímos o nosso objectivo após 153 kms de boas pedaladas, sã camaradagem e um óptimo espírito de aventura.

Logo que chegámos, juntámo-nos às nossas famílias que já nos esperavam e após um banhinho retemperador, fomos este ano almoçar ao Restaurante "A Azinheira", onde creio ser a opinião de todos, fomos bem recebidos e com uma excelente refeição, culminando num bom convívio entre todos.
No final cada um tomou o seu rumo e entre os pedalantes ficou a vontade de repetir a façanha no próximo ano.
Este ano não há práticamente fotos de evento, apenas um par delas, da minha parte, pois com o temporal ninguém levou a digital.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

1 comentário:

BTT-ALBI disse...

Parabéns por mais essa proeza, mas com um reabastecimento de dois meios, a meio do caminho, num local que toca sempre bem fundo, não há temporal que meta medo !
Ainda não foi deste, que vos pude acompanhar ! um dia se Deus quiser será !
1 abraÇo.