Avançar para o conteúdo principal

"Aniversário dos Pênêvês"

Mais um ano mais um aniversário deste divertido grupo de Btt sediado em Proença-a-Nova e que dá pelo nome de "PÊNÊVÊS".
Um dia dedicado aos sócios do clube e alguns amigos convidados, dos quais eu fui um dos priveligiados.
Boa rapaziada, amantes do btt na sua versão mais versátil, onde a animação e o companheirismo são a sua imagem de marca.
De Castelo Branco partimos eu e o João Afonso e quando chegámos a Proença, já por ali havia bastante animação na sede do clube, junto à central de camionagem.
Esperava-nos um pequeno almoço, a que não nos fizemos rogados. Reencontrei alguns amigos que já não via há algum tempo e logo ali tive a percepção de que o dia iria ser animado.
Pelas 08h30 partimos e como já é apanágio daquela rapaziada, não poderia faltar uma sessão de "eólicas" e como tal, toca a penar por ali acima, valendo-nos o facto de a subida ser feita na sua maioria em alcatrão.
Criaram-se dois grupos, um chamado mais lento e o outro ligeiramente mais lento. eh eh eh!!!
Passeámo-nos pelos escorregadios estradões de "serrisca" ao longo das eólicas, apreciando as magníficas paisagens sobre aqueles vales profundos pejados de pequenas aldeias.
Seguiram-se uma sequência de pequenas subidas e descidas que animoaram a malta, para depois "rasgar" por ali abaixo até à Mó e seguidamente Cerejeira, onde no aprazível lugar da Couca, bem conhecido pela sua praia fluvial, iríamos passar à segunda fase, a mais apetecida . . . a gastronómica.
O banho foi à antiga e ao belo prazer de cada um. Uns na pequena bacia da Couca, outros logo ali na ribeira e outros debaixo duma torneira colocada a dois metros de altura. Aquilo a que se pode apelidar dum bom banho "artesanal", mas que divertiu bastante a rapaziada.
Almoço farto, com uma boa sardinhada, grelhados e bebida à descrição, não faltando no final a bela melancia para acalmar um pouco o álcool das bebidas mais "proteicas", compuseram a segunda parte deste bonito convívio.
À terceira parte já não pude assistir por compromissos cá deste lado, mas iria ser deveras animada com a "guerrilha" que se seguiria com a tarde de paintball.
Um especial agradecimento à rapaziada dos Pênêvês, através do Tavares e do "Litle John", (João Caetano) pela explêndida manhã que me proporcionaram e já agora, não se esqueçam cá do "velhote" para o ano. Pois com comidinha e companheirismo desta qualidade, a minha presença é certamente garantida.

Um abraço a toda a rapaziada e a gente vê-se por aí, nos trilhos, ou fora deles.
Fiquem bem.
AC

Comentários

BTT-ALBI disse…
Foi sem duvidas uma bela manhã de BTT. Para o ano se me convidarem outra vez, lá estarei.
Obrigado pela boleia, e pela companhia e camaradagem durante o percurso.
1 abraÇo.

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…