quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

"Começou 2014"

Ausente na primeira semana e aproveitando as tréguas cedidas pelo S. Pedro, nesta segunda semana, fui dar uma voltinha asfáltica com o Vasco Soares, na tentativa de começar a queimar o excesso de gordura acumulado nestes dias festivos , que se repete todos os anos.
Ando um pouco "pesadão" e mesmo que quisesse, não conseguiria passar o ritmo moderado esforçado,
Com o tempo, vamos tentar ultrapassar a situação e dar um pouco de soltura à coisa!
A manhã mostrava-se calma e solarenga, mesmo a convidar a uma apetitosa volta com as asfálticas, pelo que, resolvemos ir dar uma mirada a Belgais, uma bela propriedade de 80 hetares pertencente à pianista Maria João Pires e que acolheu o seu projeto artístico.
Foi posteriormente aproveitado como Unidade Hoteleira de Turismo Rural e presentemente, encontra-se à venda por 1,5 milhões de euros.
Mas para mim, continua a ser um belo local de visita e, de vez em quando, passo por lá a dar uma espreitadela. E foi o que hoje aconteceu, na agradável companhia do Vasco Soares.
Saímos da cidade pelas 09h e rumámos a Caféde e Alcains, cruzando calmamente a vila em direção aos Escalos de Cima.
O sol brilhava e ajudava os campos, bastante castigados com as ultimas chuvadas, a irradiar um colorido luzidio e agradável à vista.
Contornada a rotunda de entrada na aldeia, seguimos para os Escalos de Baixo e entrámos no café "O Lanche", onde tomámos a matinal dose de cafeína, enquanto conversávamos, pondo alguns temas em dia.
Abandonámos aquela aldeia e tomámos o rumo à descida da Monheca e, logo no inicio da mesma, viramos à direita para a estradinha panorâmica que segue até Belgais, onde termina.
Antes da ultima descida, vale a pena a paragem, para apreciar toda aquela bonita panorâmica sobre o Vale do Rio Ponsul, cujas águas extravasaram o leito do rio, inundando ambas as margens nalguns locais mais planos.
Chegámos à entrada da propriedade e parámos para ver toda aquela bonita estrutura de tons acastanhados e brancos, que lhe confere uma agradável visão.
Encetámos o regresso e agora, em sentido mais ascendente, lá fomos vencendo aquelas moderadas pendentes, até chegarmos de novo ao alto da Monheca, seguindo de novo para os Escalos de Baixo, agora em sentido inverso.
O ponteiro das horas já se aproximava da hora de almoço e regressámos cidade, onde chegámos pelas 12h30, com 63 kms pedalados numa bela manhã para a prática deste salutar desporto.
Esperemos que o tempo se mantenha estável, ajudando assim a que possamos queimar mais algumas gramas desta incómoda banha, que se agarra que nem uma lapa, e altera o visual da rapaziada, para linhas um pouco mais disformes.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC 

1 comentário:

Silvério disse...

2014 só começou ao 9º dia mas, este ano, por motivos naturais, ao contrário do anterior, o que é muito bom!
É sempre um prazer ver as pedaladas dos amigos e "acompanhá-los" através destas fieis reportagens!
Que esta seja a 1ª de muitas e boas pedaladas em 2014!
Abraço
Silvério