domingo, 19 de janeiro de 2014

"Fomos sujar o fatinho"

Depois da semana chuvosa e da noite em que a chuva carregou bem, hoje era previsto um terreno ainda mais pesado e enlameado.
Era dia de sujar o fatinho e eu, particularmente, apesar do desgaste causado no material da bike e dos ralhetes da Maria, quando chego a casa todo sujinho, gosto de pedalar neste tipo de terrenos.
Sendo domingo, alguma rapaziada vai até às Docas em busca de companhia para um bom par de pedaladas.
Pelas 08h, compareceram naquele local, além de mim, o Álvaro Lourenço, Dário Falcão, Nuno Dias, Vasco Soares e Abílio Fidalgo.
Resolvemos ir pedalar para os trilhos e veredas da zona das Sarnadas e Retaxo.
abandonamos as Docas e descemos a Avenida 1º. de Maio em direção ao Mac Donald's, virando à esquerda para passarmos junto à Decathlon, onde entrámos nos trilhos.
Rasámos os Maxiais e passámos pelo Monte do Rei em direção ao Vale das Quedas, onde nos divertimos num bom par de veredas.
Subimos às Olelas pela zona mais "musculada" e descemos para a Represa, encostando as bikes junto à porta do "Ramalhete" para a matinal dose de cafeína.
Como somos todos bons rapazes, alguém lá convenceu o "Ti Ramalhete" a oferecer-nos um calicezinho de ginjinha caseira, que estava um espetáculo . . . oh se estava!!!
Voltámos um pouco atrás e cruzámos o pequeno povoado da Represa, rumando aos Poços Fundos para mais uma sessãozinha de trilhos catitas e umas veredazitas escorregadias.
A  passagem pelos Amarelos foi rápida e desta vez não fomos até à padaria em busca do saudoso panike de chocolate, seguindo em direção às Sarnadas para mais uma sessão de diversão.
Trilhámos uns quantos trilhos e mais uns carreirinhos pelo Vale do Feito e Vale do Gamão, para voltarmos ao Retaxo e subirmos de novo às Olelas.
Depois de cruzar a M553 entrámos no estradão que nos levou às encostas do Ribeiro do Cinzeiro, onde descarregámos adrenalina na inclinada descida à foz daquele ribeiro, com a Ribeira do Barco.
Subimos às espantalhosas, com uma centena de metros a empurrar a "dita", pois aquela inclinação, não é para simples mortais como nós. Porém, deu acesso a mais um belo trilho que culmina com uma paredezita, que acabou por ser a última dificuldade do dia.
De novo nos Maxiais, optámos por seguir por asfalto até à cidade, para encurtar um pouco o tempo e chegar a casa a horas de almoço com a família.
Foi um excelente dia de btt, na companhia de bons amigos e, apesar do estado em que por agora se encontram os terrenos, tornando um pouco mais duras estas salutares jornadas de btt, foi uma manhã bastante agradável.
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

1 comentário:

Silvério disse...

É sempre bom ver estas belas e sempre interessantes "reuniões domingueiras"!
Abraço para Todos
Silvério