terça-feira, 12 de dezembro de 2006

"Por Vales Verdejantes"

Encontro pelas 08h00 na Qta Pires Marques (P. Infantil).
Apareceram o João, o Filipe e o Marco.
Após alguns minutos de conversa com o Nuno Maia, que nos veio cumprimentar, rodámos o ponteiro do azimute para a Lousa, com passagem pelo "Calhau" da Garalheira, Capa Rota, S. Luís, Balorca e Vale de Lobo, chegando a boa hora para tomarmos um cafézinho no Bar do Clube União Lousense.
Por ali demorámos algum tempo na "galhofa", onde o tema principal foi telemóveis de última geração.

Seguidamente, lancámo-nos em direcção à sempre apetecida descida para a Fraga de S. Sebastião, agora um pouco mais enlameada, passando depois a Ribeira da Ferranha, para entrar no bonito Vale do Ronção, com as suas belas represas de água e toca a subir para o Cantinho, onde fomos deparar com uma manada "vacum", mesmo no meio do caminho, o que nos causou algumas reticências, não fosse o "bravo" Filipe, qual moço forcado, que heroicamente se lançou ao caminho, nada temendo, aparentemente, talvez, prontamente secundado pelo João, bem coladinho na sua roda e eu, um pouco mais atrás, atento, não fosse o diabo tecê-las. O Marco, não confiando no seu flamejante blusão vermelho, não arriscou e preferiu passar a cerca de cem metros da dita manada, por terrenos pastosos e enlameados, acabando mesmo por se atascar, mas sempre com um olho á frente e outro na vaca. eheheheh.
Bem, vacas para trás, abre cancela, fecha cancela e lá nos dirigímos em direcção ao Berrão, onde se dá início à "ganda" descida para o Vale do Freixo, bem à moda do Filipe, que gosta de derrapar nas curvas de cotovelo, à "motoqueiro", não tivesse ele já sido um deles.
Mas como quem desce, também tem que subir, lá fomos nós aqueles cerca de três kms, sem grandes inclinações, até ao Vale de Asno, continuando até perto da Lardosa, onde optámos por entrar em alcatrão, pouco, que faz mal aos pumões e virámos para a Seixeira, seguindo por Folha da Lardosa, Por da Vaca, entrando em Alcains rumo a Castelo Branco, via Santa Apolónia, para chegar cerca das 13h30 com 64 kms bem divertidos.
E assim foi mais uma das minhas voltinhas de BTT, na companhia de amigos e de quem queira aparecer, pois será sempre bem vindo, por terrenos enlameados e vales verdejantes, que nos fazem esquecer por algumas horas, os problemas e "stresses" do dia a dia, encher os pulmões de ar puro e dizer, "isto é que é qualidade de vida".
Vou postar as fotos tiradas durante o percurso, onde podem verificar que, BTT também é paisagem, é camaradagem, onde parar não é perder tempo, mas sim divertimento.

.o0o.


Mapa Google

Altimetria






















































.o0o.

Sem comentários: