Avançar para o conteúdo principal

"Rota das Lagartixas"

Pois bem, desta vez os planos saíram um pouco gorados, relativamente ao inicialmente previsto.
De um passeio supostamente ligth para supostas afinações e ambientação à minha nova máquina, saíu um passeio speed com média horaria de 18,8 kms/h em 85 kms percorridos.
Que desperdício . . . era desta vez que ganhávamos um passeio!!! eh eh eh!
O que era para ser o teste final, acabou por ser o primeiro e para mim foi uma agradável surpresa!
Vamos então aos "entretantos"!
Em mais uma terça feira para viciados da bicla, compareceram, eu AC, Álvaro, FMike, Filipe e Carlos Sales.
No dia anterior tinha recebido um sms do Pinto Infante a informar que estava de férias uns dias e que iria pedalar connosco.
Tudo bem, mas como mora na Lardosa e para não ter que vir a Castelo Branco, rumámos até lá para nos juntarmos e darmos umas pedaladas na zona.
Mas para o primeiro dia, a "coisa" começou com algumas falhas e logo com as novas tecnologias do peso, que resolvi desta vez experimentar!!
Assim, coloquei pneus novos na bike, ou melhor pneus normais de 420 gramas e em vez de câmara de ar, pus líquido antí furo do mais diluído. (Joe's no flats)
Tudo corria às mil maravilhas, só que me esquecí de que os pneus não eram tubeless e como tal menos resistentes na carcassa e por tal motivo não podia pisar silvas e outros arbustos como se tivesse pneus tubless.
Como os pneus ainda não estavam bem acamados á jante, começaram logo a perder ar lentamente e acabei mesmo por furar, primeiro à frente e depois a trás, já no regresso a casa.
Bolas para o peso . . . para ganhar umas gramitas, fartei-me de dar à bomba!!! Chiça!!
Conclusão . . . se fosse por ai, também não ganhava a corrida! eh eh eh!!!
Mas avancemos!!!
Na Lardosa e aproveitando a companhia do Pinto Infante, o "GURU" dos trilhos da Lardosa e mestre a contornar a Barragem da Marateca, (da última vez, molhei mais os pézinhos, que os marrequinhos as patinhas. eh eh!!!) resolvemos ir pedalar nalguns dos trilhos que constituiram a "Rota dos Lagartos".
Como não percorremos os trilhos na totalidade, resolvi titular este post de "Rota das Lagartixas".
Sábiamente guiados pelo amigo Pinto Infante, lá percorremos parte dos melhores trilhos da Rota dos Lagartos, com single tracks espectaculares e para mim particularmente, aquela descida da Serra da Gardunha para o Louriçal é espectacular. Tenho de lá voltar mais umas quantas vezes.
Aquilo dá mesmo gozo pedalar naqueles trilhos com um enquadramento espectacular.
Mais uns estradões que aproveitámos para umas acelarações e mais uns singles entre pomares e quintarolas, algumas particulares, com passagens em pontes bastante primitivas e que faz com que o btt seja o meu "escape" preferido.
Para mim só ver em filmes e ouvir histórias de amigos, não chega. . . tenho que lá ir e encher o peito de gozo e adrenalina. Viva o Btt!!!
Mas por ser terça feira, também há algumas limitações, alguma rapaziada vai trabalhar de tarde e por vezes "temos de dar ao canelo" para chegar a horas e foi o que aconteceu.
Só que quando a malta acelera, por vezes surpreendemo-nos a nós próprios e desta vez, alguém foi apanhado desprevenido . . . que o digam o FMike e o Carlos!!!
Desculpem lá rapaziada, não foi por mal . . . da próxima deixamos as "talegas" em casa e vamos só com o prato de 32 dentes e a avózinha. eh eh!!!
Foi mesmo loucura, desta vez nem as "cartilagens" rangeram pedindo uma paragem para a "mésinha" de "sagrespan". Mas não há azar, fica em falta e da próxima vez . . . "catrapumba . . . já está no papo. eh eh!!!
A falta deste produto milagroso faz mesmo falta nas longas distâncias, se não vejamos!!!
O FMike com aquela desculpa da sandes XXL, níveis de glucémia no "amarelo", blá, blá, blá . . . não convenceu ninguém, aquilo da prisão de perna foi mesmo falta duma oleadela "sagrespan".
O Carlos Sales como ainda não está bem ambientado, acabou por lhe afectar a visão e no cruzamento para a Tapada das Figueiras, teve um ataque de cegueira e seguiu em frente acabando por ser recuperado já próximo do portal do frigorífico e ainda bem e a tempo, pois "ceguinho" como ia, ainda acabava por dar um abraço ao rápido para Santa Apolónia (Lisboa)!!!
Está provado que não temos capacidade para fazer tantos kilómetros a "sêco".
Os efeitos secundários são terríveis e podem tornar-se perigosos . . . temos mesmo que injectar de quando em vez uma "bjecada" de "sagrespan"!!!
Bom, posto isto, resta-me dizer que após deixarmos o amigo e companheiro Pinto Infante lá para os lados da Póvoa, chegámos a Castelo Branco sãos e salvos, fruto da boa camaradagem, alegria e boa disposição e do imenso prazer que nos é oferecido pela prática do bom Btt.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
Até lá
AC
Fotos

Rota das Lagartixas

Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…

"O outro lado da Estrêla"

Uma vez mais, resolvi fazer umas das minhas "voltas vadias", programadas para este ano, que espero mais rico em aventuras lúdicas e de partilha com amigos. Criei um percurso que chamei de "o outro lado da Estrela", pois a nossa querida Serra da Estrela só é conhecida pela maioria da malta pelas " Torres, Adamastores e outros alimentadores de egos". Mas a serra não é só isso, tem o outro lado, bem bonito por sinal, repleto de lindas panorâmicas e bonitas aldeias. Umas históricas, outras não, mas todas elas com encanto e uma história para contar. Juntaram-se à minha ideia, 14 companheiros e amigos, todos eles ávidos de uma boa aventura e bons momentos de convívio e sã camaradagem. Juntámo-nos na Rotunda da Racha, junto à loja do David, a Feelsbike, pelas 07h00, rumando seguidamente ao Vale da Amoreira, onde estabelecemos o "paddock", junto à Casa de Pasto Ideal, para uma reposição calórica e hidratação atempada, logo após a chegada. Saímos para a…