Avançar para o conteúdo principal

"Rota dos Lagartos > Lardosa"

Era com alguma curiosidade que aguardava o passeio de Btt da Rota dos Lagartos, organizado pelo meu amigo Pinto Infante, pois este ano tinha-nos prometido uns single tracks espectaculares na bonita área que envolve a Barragem de Santa Águeda (Marateca).
E a curiosidade transformou-se em prazer, ao pedalar naqueles trilhos sábiamente escolhidos e que só o poderiam ser, por alguém que pratica btt.
Aqueles trilhos não estão em qualquer mapa e alguns foram mesmo inventados, o que mostra a vontade de inovar e agradar à malta que se desloca aos seus passeios. E a malta agradece!!!
Creio que não houve ninguém que não ficasse satisfeito com o que a "Rota dos Lagartos" lhes proporcionou este ano, a não ser o facto de durante os 50 kms do percurso não ter sido avistado nenhum exemplar. Pudera!!! A lagartagem neste dia estava toda concentrada no Vale do Jamor, lá para os lados de Oeiras!!!
Desloquei-me à Lardosa na companhia do amigo Fidalgo e após ter ido ao secretariado e dar por ali umas voltas revendo alguns amigos, constatei que mais uma vez e não sei porquê, a malta de Castelo Branco, com as devidas excepções, não apareceu, tanto mais que este é um dos eventos de qualidade cá do nosso "arraial", entre outros.
Não me refiro óbviamente a "farnéis" e outros "apêndices" dos passeios, pois quando lá vou é para pedalar e participar, apesar de também gostar de encostar às "boxes" quando há boa comida e bebida, mas sim à beleza das paisagens criadas pela Barragem da Marateca e pelos belos e bem escolhidos trilhos, com muitos single tracks, uns bem "molinhos" e outros mais "rijinhos", que foram uma "delícia" para quem gosta de pedalar.
Pessoalmente adorei o percurso escolhido e onde este ano efectuámos a subida quase até à Casa do Guarda por S. Fiel, onde o arfar da subida se transformou em adrenalina na descida para o Louriçal com singles de rara beleza e descidas entre pinhal, simplesmente espectaculares.
Neste passeio não me dediquei lá muito à fotografia e estou arrependido, pois não pude aqui expressar o que tento dizer por palavras.
Comecei logo nos kms iniciais com problemas no desviador dianteiro, acabando por ficar apenas com o prato pequeno, quando o cabo se soltou.
Com a ajuda do Fidalgo consegui ultrapassar esse obstáculo e pôr de novo o desviador a trabalhar correctamente.
Depois durante o percurso fui perdendo parafusos da pedaleira, chegando ao final apenas com um parafuso.
Inicialmente fiquei com a impressão de que tinha a pedaleira grande empenada, talvez por ter batido nalguma pedra, mas já teria certamente perdido um ou dois parafusos e preguiçoso, apenas parei quando a corrente já se entalava entre o prato grande e o médio.
Com tudo isto vinha a "deitar fumo pelas orelhas" e com as pinguitas de água caídas do céu que de vez enquando tentavam dissolver alguma lama que vinha agarrada ao "fatinho", resolvi deixar ficar a digital na "gaiola"!!!
Mas vou lá voltar e com calma tirar umas fotos e postar aqui no blog, para a malta recordar e alguns verem o que realmente perderam!!!
Depois foi o merecido banhinho de água quente e o repasto final bem confeccionado e bem regado, à moda de cada um, para no final tomar o cafézinho no bar do Clube e dar dois dedos de conversa na companhia de amigos, alguns que já não via há algum tempo.
O relógio foi andando e pelas 16h10 foi o regresso cá ao nosso "burgo" para uma deslocação rápida para o sofá e calmamente assistir à final da Taça de Portugal.
Mais um dia para a guardar na "prateleira" das boas recordações, que um dia, que espero seja longínquo, quando encostar a "bicla", será onde me entreterei a rever alguns dos bons momentos que vivi e partilhei na companhia de amigos.
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

Comentários

Pinto Infante disse…
Este ano de facto foi mesmo rota das avarias. O recorde em assistências, correntes, droup out´s e desistências foi batido. Até o nosso amigo Rui Leitão além de cair e esmurrar os cromados(sem gravidade), também perdeu o conta Kms, que felizmente um companheiro encontrou.
Encontra lá esses parafusos para um dia destes lá voltares.
Abraço
Pinto Infante
FMicaelo disse…
Eu fui dos que faltou, embora com muita pena minha pois fui "requisitado" para outros trabalhos. O que vale são os bons posts a dar conta das aventuras e desventuras... E que desventuras!! Sim ssr... ainda me sai um parafuso na torneira da água! Ehehehehe Parabéns ao PInfante!
Amigo Cabaço espero que venha ao nosso passeio que é no proximo fim de semana dia 24 de maio (Sabado) eu tive na rota dos lagartos e até tive com sigo no reforço a falar da ida a FATIMA de bikas espero que possa vir ao nosso passeio, já agora deicho aqui o nosso blog.
"bttpedrogaodesaopedro.blogspot.com" um abraço do amigo Tiago Penedo.
Anónimo disse…
Amigo Cabaço espero que no proximo fim de semana dia 24 de Maio (Sabado)venha ao nosso passeio de de btt eu tive com sigo na lardosa no reforço a falar a cerca da ida a Fatima eu tava la a almoçar no brasileiro espero por voz o nosso blog - bttpedrogaodesaopedro.blogspot.com um abraço do amigo Tiago Penedo

Mensagens populares deste blogue

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…