Avançar para o conteúdo principal

Sarnadas > Pedra da Légua (Alcains)"

Tinha assumido o compromisso com o Carlos Pio do "Papaléguas" para marcar um track de gps de Sarnadas de Rodão a Alcains, que serão certamente os últimos 30 kms para a conclusão do Raid de Btt Cabo da Roca > Alcains, uma parceria dos "Papaléguas" com o Projectobtt, numa distância total de cerca de 360 kms a percorrer em três dias, 22 a 24 do corrente mês.
Aproveitando os passeios domingueiros da malta que se junta na Pires Marques, desta vez, eu, o Filipe, o Jorge Palma, O Fidalgo e o Marcelo fomos até à Pedra da Légua para dar início à marcação do "track".
Cruzámos então a N.18 em direcção ao Penedo Gordo, aproveitando o estradão rolante para descermos para a Ribeira da Líria, que cruzámos, para subirmos para a N.112, que também cruzámos e descermos novamente, desta vez para a Ribeira da Velha, afrontarmos a arfante subida e novamente descermos para a Ribeira da Nave das Enguias e mais uma dura subida para a Quinta da Lomba, já nas imediações das Benquerenças de Cima, que contornámos para entrarmos nas Benquerenças de Baixo e pedalarmos no bonito single track que atravessa parte das Benquerenças Velhas (há quem lhe chame Azinheira), a aldeia inicial, agora em ruinas e de impactante beleza, toda ela em xisto.
Passámos as ruínas e continuámos em direcção ao Canto Redondo para encostarmos algumas centenas de metros à A23 até à passagem inferior para um antigo troço da En.18 e aí cruzar a linha férrea e assim evitar as três paredes existentes na continuação do estradão.
Chegámos à Represa e parámos no "Ramalhete" para o cafézinho matinal, continuando depois em direcção aos Amarelos que contornámos pelo Palheirão entrando na estrada que vai para a Carapetosa, mas em sentido inverso descemos à Estação Ferroviária para apanharmos a passagem superior que nos deu acesso a Sarnadas de Rodão.
Aí fechei o track, logo à entrada da povoação, onde creio que será feita a colagem com o track que já vem de Gavião até Vila Velha e dalí com continuação até Sarnadas pelo amigo António Pequito.
Trabalho concluído, faltava agora regressar a casa.
O Filipe, por compromissos familiares, (qualquer dia) a partir de Sarnadas regressou por alcatrão e nós continuámos, atravessando a povoação até à N.18 e apanhámos o estradão que segue paralelo ao IP.2 até ao Retaxo e subimos às Olelas por um single track onde já não pedalava à bastante tempo para depois nos lançarmos naquela adrenalínica descida até à ponte superior da Via Férrea, que também ladeámos acabando mesmo por a cruzar e continuar pelo antigo troço na N.18 até Castelo Branco.
Hoje a coisa não estava a correr bem, por problemas na minha bike e mais tarde na do Jorge Palma.
A minha continua a falhar na transmissão por desgaste na cassete que continuo a aguardar que chegue à loja, mas deve estar para breve.
O Jorge Palma, foi atacado por algum "VooDoo" misterioso, pois de repente a corrente entortou e dificultava-lhe a pedalada com sucessivas prisões a nível do desviador. Mistério!!!!
Nunca tinha visto coisa assim!!!
Mas os problemas só são realmente graves, quando a gente assim os considera. Com espírito aventureiro e não empolando as situações, acabamos sempre por chegar a casa.
E foi o que aconteceu, culminando pelas 12h00 no Bar da Associação do Valongo com um par de "bjecas" e uma valente "tremoçada" para repor líquidos, a côr não interessa, e hidratos de tremoço, pois "carbo" só nas biclas. eh eh!!!
Depois lá nos espalhámos, cada um para seu lado, procurando um bom banho e uma refeição decente e para os mais zelosos, uma sestinha retemperadora, que Terça Feira é dia de pedalada, pois então!!!
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

Comentários

Boas,

Amigo Cabaço, quero deixar aqui, em meu nome e em nome de todos os amigos que ao próximo dia 22 se vão lançar neste "extreme", o meu obrigado.
Sei que após a ida Fátima e logo a seguir esta "seca" não foi pera doce... e ainda por cima quando prometi ir.. e não pude por questões de saúde. Aproveito também para agradecer aos restantes amigos que te acompanharam neste levantamento por GPS... O convite mantém-se para a última etapa! Abraço
(Carlos Pio)

Mensagens populares deste blogue

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …