domingo, 24 de maio de 2009

"Castelo Branco - Torre (Serra Estrela) em asfáltica

Decorreu hoje e pelo 2º. ano consecutivo, a subida à Torre na Serra da Estrela e este ano, com o cunho da rapaziada do BTTHALL.
Agendada já há alguns meses esta notável "tirada", culminava com um almoço de confraternização entre participantes e familiares na Pousada da Juventude nas Penhas da Saúde.
Como inicialmente era necessário confirmar presença, logo em Fevereiro e como estava dependente de outro projecto, não pude confirmar de imediato.
Posteriormente fiquei com a data livre e como não poderia deixar de ser, lá participei nesta aventura, mas após a subida regresessei a casa.
O grosso do pelotão, este ano menos volumoso que o ano transacto, saíu do parque junto ao Mc Donalds, na Covilhã pelas 09h.
Mas 4 companheiros tinham já combinado cumprir o percurso desde Castelo Branco, FMike, Álvaro, Joaquim Cabarrão e eu AC.
O Joaquim Cabarrão desistiu entretanto e resolveu partir também da Covilhã, porém a estes agora 3 resistentes (à quem lhes chame malucos, eh eh eh!!!) juntaram-se o Silvério, últimamente apanhado pelo "bichinho" da asfáltica e o Nuno Eusébio que iria tentar pela primeira vez a conquista daquele enorme "caramoço".
E assim, estes 5 "locos de las cumbres" lá partiram da cidade pelas 06h50 com destino ao ponto mais alto de Portugal, após um ligeiro atraso do Silvério, pois a saída estava programada para as 06h30.
Por tal facto já não conseguimos partir com a malta que se juntou na Covilhã.
Com uma única paragem no Fundão para a dose matinal de cafeína, fizemos uma directa ao alto da Torre, com excepção do Mike e do Álvaro, que ainda foram ao parque ter com as "Marias".
O Nuno Eusébio e o Silvério seguiam à minha frente desde o Hospital Novo e desde logo me apercebi que aquele andamento não me interessava, pois a rapaziada parecia que não tinha noção do que os esperava e sobretudo o Nuno pedalava de forma algo irregular pelo que ao chegar ao Hospital Velho encabecei o grupo e moderei o meu andamento de forma a ir mais confortável e sem estar dependente da pedalada de outros companheiros.
Fui-me afastando naturalmente e sem mais preocupações que chegar ao alto sem seguir rodas nem despiques, que quase sempre acontecem nestas andanças e que acaba sempre por causar desgaste prematuro nalgum dos companheiros.
Assim e diurante todo o trajecto lá fui encontrando a malta mais lenta com as bikes de btt e que heróicamente pedalavam em direcção à glória, pois para alguns era a primeira vez.
A seguir ao Tunel adiantei-me ao Joaquim Cabarrão e logo mais à frente ao Pinto Infante que com a calma que o caracteriza, lá ía calmamente na sua marcha registando com a sua digital alguns belos recantos daquele maçico rochoso.
Da malta que partiu de Castelo Branco, o Nuno Eusébio e o Álvaro não concluiram a tirada, ficando-se pelo caminho.
A minha esposa e filha mais nova cruzaram-se comigo a partir de metade da subida e lá me foram tirando aqui e ali uma foto para resgistar mais esta aventura.
A malta um a um lá foram chegando e após a foto de grupo despedi-me dos presentes e regressei à base, nesta caso a minha residência onde tomei o meu banhinho, indo depois almoçar com a família.
86 kms foram registados pelo meu ciclómetro em mais esta visita à Torre na Serra da Estrela.
No dia 12 de Setembo lá irei novamente galgar aquelas rampas, desta vez pelo lado de Manteigas.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

3 comentários:

Rotiv disse...

Olá :)
O Blogue dos Manteigas de visita ;)
Parabéns pelas fotos :)
Um abraço,
http://bloteigas.blogspot.com/

carneiro disse...

Chegar lá acima é sempre uma emoção e um orgulho. parabéns.

(que andamento usou da Nave para cima ?)

FMicaelo disse...

Obrigado pela companhia e presença desde CBranco. Espero que esta seja a segunda de muitas que ainda havemos de realizar nos anos que se seguem!