sexta-feira, 25 de novembro de 2011

"Rota da Pedra Hera"

Hoje, na companhia do Carlos Sales e aproveitando a linda manhã de outono, com perfil primaveril, resolvemos ira fazer uma "betêtada" para a sempre bonita Serra da Gardunha.
Fui buscar o Carlos, com a minha "ramona" pelas 07h30 e fizémo-nos à estrada, em direção ao Fundão.
Deixámos a viatura logo à entrada da cidade, na rotunda e, fomos tomar a matinal dose de cafeína à pastelaria, já habitual nas andanças velocipédicas.
Preparámos as bikes e restante material e demos início à nossa intensa aventura de hoje.
Saímos da cidade (Fundão) pelas piscinas e passámos pelas traseiras da Quinta do Convento e Sra do Miradouro, para enfrentarmos logo de início, uma das mais duras subidas do dia, à Quinta da Serrana.
Aí, virámos à esquerda e subimos à Azenha Nova, para nos deliciarmos seguidamente, com uma fenomenal descida, longa e algo técnica, para a zona das Quintas de Alcambar e Pedra Hera.
Num constante sobe e desce, com fenomenais paisagens sobre a Cova da Beira, chegámos a Alcongosta, para mais uma brutal subida, pelo Cabeço do Meio e Moita Redonda, até atingirmos Alto do Arrebentão e VG do Picouto.
Um rápida e longa descida, levou-nos até ao Souto da Casa, onde apanhámos o estradão para o Freixial, terra onde há poucos anos atrás se faziam uns belos passeios de btt, organizados pelo clube local.
Agora por asfalto, passámos o casal de Santa Maria e a pequena Ermida da Senhora do Mosteiro e pela Arrancada, chegámos à Aldeia do Telhado.
Saímos da aldeia pelo lagar, em plena laboração, agora com rumo ao Barrocal e Santuário da Sra da Rosa.
Já sempre em estradões bastante enlameados, também pelas obras existentes naquela região, na construção da zona de regadio da Cova da Beira, que alterou substancialmente a última imagem que ainda retinha, da última vez que por ali passei, já há alguns anos.
Pedalámos então pela zona da Costa da Galinha, Ponte Velha e Chão das Presas, até atravessarmos a Ponte sobre a Ribeira da Meimôa, nas traseiras do restaurante Belle Époque, conhecido pela ementa de leitão.
Cuzámos a estrada e seguimos para a Quinta do Cortiço, Tendeiro e Fonte do Vale, com destino a Valverde.
O final da nossa aventura de hoje, estava já à vista e com passagem pela Quinta das Nogueiras e do Padre Leal, cruzámos a via férrea, para entramos finalmente no Fundão, após 45 Kms de excelentes pedaladas, pelas encostas da Serra da Gardunha e algumas aldeias da Cova da Beira.
Chegámos à "Ramona", arrumámos as bikes e restante material e fomos a uma tasca ali bem perto e "destroçámos" uma bela bifana e "sorvemos" uma deliciosa "jola", que nos pôs de novo em forma e já a pensar noutra jornada, logo que haja disponibilidade para tal.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC
Clip

1 comentário:

Silvério disse...

Deixa-me ver como consigo resumir a montanha de sentimentos depois de ver/ler este post.
- Congratulações! (Para os dois)
- Nostalagia!(E não é tristeza por saudades da pátria nem da terra natal..., se calhar é só dos AMIGOS!
- Questões/Dúvidas! (Passeios só "autorizados" para dois,...?)
Até ao reencontro.
Um abraço
SIlvério