quarta-feira, 18 de abril de 2012

"Calvos, Vilares e Palvarinho"

Na companhia do Carlos Sales, fomos hoje efetuar uma voltinha mais curta, pois havia que estar em casa mais cedo.

Saímos já perto das 08h30 e fomos em direção às Benquerenças, com passagem pela Piscina-Praia, Talagueira e Baixo da Maria, descendo seguidamente à Ribeira da Canabichosa para subir uma rampinha que acabou de vez com o frio matinal.

A passagem pelas Benquerenças foi fugaz e virámos o azimute à Azinheira, entretendo-nos nalguns dos imensos carreirinhos que por ali abundam, para, após passar o VG do Canto Redondo, descermos à Foz da Líria.

Passámos esta Ribeira e o Rio Ocreza e subimos aos Calvos, continuando agora em direção à Nave.

Virámos à direita nesta aldeia e por diversos estradões, chegámos aos Vilares de Baixo e logo depois Vilares de Cima, onde parámos no Café junto à estrada, para a matinal dose de cafeína.

Por ali nos entretivemos um pouco na conversa com a proprietária do café, até que voltámos a carregar os camelbags, que já era hora de regressar.

Cruzámos a estrada e após passagem pelo VG do Mestre chegámos aos Pereiros, onde demos início à bonita descida entre mata de pinhal, até ao Ribeiro da Cilha.

Aqui entrámos no caminho que vai dar ao estradão que desce à Praia Fluvial do Muro, vindo da Serrasqueira.
Subimos ao Palvarinho, onde tencionávamos parar para tirar o pó da garganta, mas o café estava fechado.
Descemos então à Ponte de Ferro e subimos ao Penedo Gordo. Mais à frente, virámos para o Monte da Barreira e com passagem pelo Lombardo, entrámos na cidade, pela Cova do Gato, com 54 kms pedalados numa manhã hoje um pouco menos luminosa e com ameaça constante de chuva.

Ainda chegou a molhar os óculos, mas não passou daí. Desta vez ainda nos safámos de molhar o fatinho!!!

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles.
AC

Sem comentários: