sábado, 7 de abril de 2012

"Fratel"

Hoje e para desenjoar um pouco a sardinhada de ontem em família, fui com o amigo José Dias, passear as nossas asfaltinas até ao Fratel, uma aldeia encravada entre os rios Tejo e Ocreza.
Saímos da cidade pouco depois das 08h e rumámos às Sarnadas, via zona industrial.

O frio matinal era notório e a obrigar a um agasalho um pouco mais quente e com o céu a apresentar alguma nebulosidade. Para o final da manhã, ainda temi que caíssem algumas pingas, mas tal não aconteceu.

Passámos o Perdigão e continuámos até ao Fratel, onde parámos num café local, para a matinal dose de cafeína.

Seguimos depois pela bonita estradinha panorâmica que desce à Ribeira das Vilas Ruivas e posterior subida à povoação.

Entroncámos depois noutra estrada panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, com ligação ao Castelo do Rei Wamba, onde se pode apreciar uma paisagem maravilhosa. Talvez lá vá durante a próxima semana com a minha baixota de btt.

Em Vila Velha efetuámos nova paragem na pastelaria da zona industrial para comer um bolinho e beber um sumo, calmamente na esplanada, onde estivemos algum tempo em amena cavaqueira e a pôr a conversa em dia, pois o tempo estava a nosso favor.

Virámos então o azimute à cidade, com passagem ainda pelo Coxerro, Cebolais de Baixo, Retaxo e Cebolais de Cima.

Uma bonita manhã de cicloturismo, que culminou com 85 kms, e a agradável companhia do amigo José Dias.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora dels.
AC

Sem comentários: