domingo, 29 de abril de 2012

"Subida à Sra da Graça > Monte Farinha"

Organizado pelo amigo José Cavaca, decorreu ontem a subida ao Monte Farinha, vulgo Sra da Graça, em Mondim de Basto.
21 entusiastas deste salutar desporto aderiram de pronto a esta bonita aventura, tendo eu e o Silvério Correia ido de Castelo Branco.
A concentração foi em Orjais, na residência do Sr. Fernando Prata, de onde partimos já depois das 07h.
Distribuidos por várias viaturas e as bikes acomodadas numa viatura comercial, rumámos a Amarante, onde demos início a esta explêndida aventura.
Os bombeiros locais acolheram-nos, facilitaram-nos o parqueamento das viaturas e disponibilizaram o balneário para que tomássemos banho com água quentinha no final.
O meu obrigado aos Bombeiros de Amarante.
A chegada a Amarante deu-se cerca das 10h30 e depois de preparadas as bikes e restante material, lá partimos em direção ao alto do mítico Monte Farinha.
Sempre em alegre cavaqueira, lá fomos conquistando km após kms em direção a Fermil de Basto, localidade de viragem para Mondim de Basto, onde efetuámos uma paragem para a ingestão cafeínica.
2 kms depois, foi a viragem para o alto da Sra da Graça, que cada um conquistou ao seu ritmo.
Fiz a subida na companhia do Silvério, que a conquistou pela primeira vez e, para mim, foi gratificante rever de novo todo aquele explêndor paisagístico. Tinha subido àquele local pela última vez em Agosto de 2008.
A alegria estava estampada no rosto de todos os meus companheiros e, já todos juntos, cada um absorveu à sua maneira aquele mítico local, onde a envolvente paisagística é deveras espetacular.
Tirámos uma foto de grupo para mais tarde recordar e descemos de novo a Mondim de Basto, onde parámos para reagrupar.
O regresso era para ser feito por outro percurso, mas o piso bastante degradado, demoveu-nos e optámos por regressar pelo mesmo percurso que tinhamos percorrido até ali.
Acabou por não ser bem assim, pois à passagem por Fermil de Basto, seguimos em frente em vez de tomarmos a direção de Celorico de Basto.
Ainda fizémos uma boa "mão cheia" de kms, uns mais do que outros, até que demos pelo engano, pois já tinhamos passado por Muxões e iamos em direção a Fafe.
regressámos então a Fermil e tomámos o rumo certo até Amarante, onde chegámos na altura em que começou a chover.
Foi um percurso maravilhoso, ainda que tivesse que ser alterado pelo estado da estrada que o amigo José Cavaca tinha delineado, na qual iríamos pedalar ladeando o bonito Rio Tâmega.
Depois do banhinho tomado, fomos até ao bar e lanchámos pois a tarde já ia adiantada.
Estava preparada uma surpresa final!!!
Já com toda a malta reagrupada de novo na casa do Sr Fernando Prata, seguiu-se uma GRANDE e animada Tertúlia entre amigos, onde a animação e o companheirismo foram a nota presente.
Já agora, tenho também que realçar o feito de outro elemento que nos acompanhou desde a Guarda e que cumprindo todo o percurso, também ele subiu ao alto da Sra da Graça e connosco regressou. Um belo e suculento LEITÃO, com que nos deliciámos acompanhando uma enorme panóplia de outras iguarias, que se apinharam na mesa onde nos sentámos, para devorar aquele belo repasto.
Alegria e boa camaradagem não faltaram e senti-me previlegiado por poder fazer parte deste belo lote de amigos e companheiros do pedal.
O regresso a casa foi feito já com o relógio a querer começar a contar outro dia e com a chuva, que pacientemente aguardou que acabássemos a nossa jornada ciclística a jorrar em força até passarmos a Gardunha.
Um dia que vou guardar no baú das boas recordações!!!












Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos,
ou fora deles
AC


4 comentários:

Luis Antunes disse...

Epah
Vocês pedalam para caraças
ir até Mondim de Basto é obra
Terão a recompensa de poder apreciar lindos recantos deste nosso País
Contactar outras gentes e outros usos e costumes
Gosto de pedalar convosco (virtualmente)
voltaremos a encontrar nos por aqui a qualquer altura

AC disse...

Obg Sr Antunes pelos seus comentários.
De fato, a minha maior recompensa é poder apreciar a beleza de alguns recantos deste nosso País, partilhando-a, sempre que possível, com amigos, ou juntando-me a estes, para partilhar, quando por eles idealizado.
Abraço.

paulo rodrigues disse...

Boa tarde AC.
Conciso, sucinto q/b, simplesmente espectacular.
5 estrelas... Embora verdinho nestas andanças, estou convicto de que nos iremos encontrar mais vezes e disfrutar do companheirismo ciclista.
Abraço,
Paulo Rodrigues

AC disse...

Olá Paulo
Obg pelo seu comentário.
o dia . . . esse sim, foi 5 ***** e repleto de companheirismo e sâ camaradagem.
Certamente que nos iremos encontrar em qualquer outra ocasião.
Abraço
AC