quarta-feira, 28 de outubro de 2015

"Só para matar o vício"

Com o tempo instável, com previsão de aguaceiros a partir do meio da manhã, acabei por ir passear a minha "ézinha", na agradável companhia do Jorge Palma.
Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e fomos tomar o cafézinho matinal à "Flôr d Outeiro", na Póvoa de Rio de Moinhos, onde chegamos após passagem por Caféde.
Depois deste pequeno repasto com o cafézinho e o bolinho, combinamos ir até Tinalhas pela estradinha panorâmica da Barragem e depois seguir para o Sobral do Campo, onde fletiriamos à direita para o Louriçal do Campo.
Mas, absortos na amena conversa que mantivemos durante todo o percurso, falhámos o cruzamento para Tinalhas e quando demos or ela, já íamos quase a chegar à Lardosa.
O espírito lúdico tem destas coisas!
Olhando em frente a escuridão das nuvens que cobriam a Serra da Gardunha eram deveras ameaçadoras, pelo que resolvemos virar de imediato o rumo à cidade. Ainda bem que não tomamos o rumo ao Sobral, senão a molha era certa.
Cruzamos a Lardosa e quase a meio do percurso entre esta aldeia e os Escalos de Cima, encontramos o Filipe Salvado e um outro companheiro, cujo nome não recordo, que também davam a sua voltinha de lazer.
Depois dos cumprimentos e dois dedos de conversa, seguimos para os Escalos de Cima e depois Escalos de Baixo para efetuar os últimos kms que nos separavam da cidade.
Chegamos ainda cedinho e alongamos a "abaladiça" no café do João carteiro, na Rotunda da Racha, onde calmamente bebericamos uma bebida, a que se nos juntou o David Vila Boa e por ali nos mantivemos durante algum tempo.
51 kms foram suficientes para matar o vício e pôr a conversa em dia, sem que a chuva nos apoquentasse, apesar da ameaça nos últimos kms.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: