domingo, 25 de outubro de 2015

Ciclocross pelo Vale de Prande"

Hoje foi dia de ir passear a "manhosa", a que apresentei a "jamis" do meu companheiro de aventura, o Jorge Palma.
A manhã de hoje, estava assim reservada para uma volta descontraida de ciclocross.
O ponto de encontro foi o de sempre, na Rotunda da Racha pelas 08h00 e ali decidimos ir dar uma voltinha até ao Vale de Prande.
Abandonamos a cidade pelo Parque de campismo e com passagem pela Tapada das Figueiras e Quintas de Valverde, aproximamo-nos de Tinalhas, cruzando a M.550 junto ao santuário da Rainha Santa Isabel, por onde descemos ao Vale de Prande.
Contornamos o Vale e subimos de novo até à M.550 entrando na aldeia com paragem no Café Ginja, junto à igreja matriz, para o cafézinho matinal. 
Saimos da aldeia pelas traseiras da escola primária e ziguezagueamos por alguns trilhos bem catitas, descendo à Póvoa de Rio de Moinhos, onde tomamos o rumo a Caféde.
Não entramos na aldeia e cruzamos o rio Ocreza pelas passadouras da Rabaça seguindo para Alcains, onde entramos no asfalto até à Atacanha.
Entramos na cidade pouco depois das 11h30, após 55 kms pedalados numa manhã tranquila, sem chuva e com um clima bastante agradável.
Como quase sempre a abaladiça é a despedida e desta vez, foi no café do João carteiro, na Racha, com uma mini jola e um belo salgadinho de carne, uma especialidade da casa.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: