Avançar para o conteúdo principal

"Raid ao Castelo do Rei Wamba"

Pensamento:
"Para quem tem medo, tudo são ruídos"
(Sófocles)
.o0o.

Altimetria

percurso no google

.o0o.
Quando de manhã espreitei pela janela, o dia apresentava-se muito nublado mas com algumas abertas.
Mas era o dia do Raid, e mesmo que não fosse, não era motivo para desistir.
Assim, preparei-me e lá vou eu para o local de encontro.
Quando cheguei, nem vivalma, nem uma agulha bolia na quieta melancolia do Parque Infantil. Encostei a bicla e sentei-me num banco dizendo para comigo: alguém há-de aparecer, bolas!!! Depois pensei, se calhar como estão habituados às 08h30, fizeram confusão e vão aparecer a essa hora, mas eu não ia esperar estava decidido a ir mesmo sózinho: è que sou teimoso "c'mó catano" e não era umas pingas d'àgua que me desviavam do meu objectivo, além de que as biclas são mono lugar e não tinha compromisso de levar niguém à boleia.
Já passava das 8h quando aparece o Joaquim Cabarrão e fiquei admirado, pois não esperava por ele. Seguem-se o Roberto e o Fidalgo.
Telefona o Arlindo dizendo que não pode ir e o Jorge Palma que fez confusão com o horário, mas que ia, ficando combinado esperar junto ao NERCAB.
Começa então a caír uma chuva mais intensa e uma desistência. O Joaquim Cabarrão resolveu voltar, presumívelmente, ao vale dos lençóis.
O Fidalgo ainda se atrapalhou e também não se importava de desistir, mas como eu e o Roberto tinhamos decidido continuar ele foi também, não se arrependeu!!
À chegada ao NERCAB a chuva parou para dar início a uma manhã propícia à prática do BTT, com uma temperatura amena e com o dia a clarear deixando-nos mirar o horizonte.
Entretanto chega o Jorge Palma e lá fomos nós para a nossa aventura: e que aventura!!!
Não vou entrar em grandes narrativas, apenas dizer que quem participou gostou certamente dos trilhos que percorreu, porque foram espectaculares. Houve de tudo!!! Estradões, trilhos. single tracks e passagens por aldeias bem bonitas.
Houve também e isso era sabido, umas subiditas e descidas a condizer, para todos os gostos: rápidas, técnicas e assim assim.!!!
Foram 8 as povoações que cruzámos e uma vila: Represa (Apeadeiro), Amarelos, Rodeios, Vale do Homem, Tojeirinha, Alvaiade, Vila Velha de Rodão, Coxerro e Retaxo
O Roberto e o Fidalgo, que aqui louvo pela coragem, pois não são considerados "craques" da nossa praça, foram apenas até Vila Velha de Rodão, depois de subirem ao Castelo, onde depois apanharam o Comboio para Castelo Branco. Castiço, heim!!!
O Jorge Palma, apesar de andar dorido duma queda que apanhou hà cerca de 15 dias, aguentou-se, ainda assim, com um ritmo que parecia lento, mas que para um acumulado de 1527 em 91 kms e a uma média horária de 15kms não é nada mau.
Chegámos cerca das 16h15 porque fizémos muitas paragens, não havia grandes pressas em chegar, nem nada para ganhar: tampouco havia classificação final, por isso, os amigos terão de acreditar no que lhes dissermos.
Parámos no Coxerro e mandei fazer 2 sandes mistas que saíram XXL, talvez porque a faca já estivesse um pouco "romba", comi uma e bebi uma "bjeca" sentadinho à mesa com o Jorge. Conversámos um pouco e por ali nos mantivémos, seguramente, mais de meia hora.
A segunda sandes "ataquei-a" antes de chegar à Sra da Guia, pois o depósito "glucémico" já estava a entrar na reserva.
Ainda cheguei a Castelo Branco em bom estado, despedi-me do Jorge na Rotunda da Carapalha e segui para casa.
Ao idealizar este Raid, foi minha intenção partilhar o conhecimento do que melhor conheço a nível de trilhos com os amigos, divertirmo-nos um pouco e pedalar algures por aí de forma livre e descontraída.
Sei que estes raid's são algo duros, mas vendo dezenas irem aos "Portalegres", "Gardunhas", "Pontes de Sôr", "Guardas" "Zarzas" e outros, alguns debaixo de grandes intempéries, pensei que a quilometragem ou algum acumulado mais elevado não seria motivo para não participar e para alguns, conhecerem a beleza da nossa região, que é bem linda e com zonas espectaculares para o BTT.
Mas o repto continua: "irra", que sou mesmo teimoso!!!
Fica já anunciado o Dia 8 de Julho para o 2º. Raid "Uma visita à Gardunha" (não há antenas para ninguém)com partida do Parque Infantil da Pires Marques às 08h.
Quem me quiser acompanhar, basta aparecer acompanhado duma duma "bicla" e vontade de pedalar. O apoio baseia-se na "camaradagem" e os abastecimentos ficam ao teu critério. Uma coisa tens já garantida. Vais "arfar de certeza e dar cabo do cortiço, a não ser que estejas mesmo em forma!!!
Estou a brincar!!! o andamento será ajustado ao grupo presente, se houver??
Agora umas fotos apenas da primeira parte, pois com receio dumas pinguitas d'àgua não trazia a digital à mão de semear na segunda parte do percurso e fui preguiçoso, não tirei fotos.

Terça Feira, dia12, quem quiser pedalar por aí, apareça pelas 08h30 no P. Infantil da Pires Marques.
Até lá
AC

Comentários

NunoDiaz disse…
tenho pena de não poder ter acompanhado, era para te voltado no comboio, mas não estive cá, fica prá próxima, cumps.
Abilio disse…
Valeu a pena! pelas duas viagens, a de bicla, que foi espetacular os trilhos e as aldeias por onde passámos. O nosso objectivo foi cumprido, nunca se pôs a hipotese de voltar de bicla. A viagem de comboio, as biclas não pagam,deixou-me com vontade de fazer outro percurso e voltar também de comboio. Resumindo 6 estrelas. parabéns Sr. Cabaço, fico à espera das fotos. Abilio Fidalgo
Varadero disse…
Também gostava de poder ter ido, até porque era uma volta que eu um dia inocentemente sugeri!!! Inocente porque desconhecia os Km e as subidas.
Tive compromissos daqueles pelos quais só passamos uma vez na vida!
Mas é certo que vou continuar a pedalar para recuperar algum andamento (pequenito) que já tinha!!!
Parabéns pela volta!

Há é verdade que quiser uma Trek 8900 muito bem equipada e com um preço bem em conta vá até ao meu blog: http://varadero-2-rodas.blogspot.com/2007/06/trek-8900-195-vende-se.html

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…