Avançar para o conteúdo principal

"A Marateca no seu melhor"

Percurso no Google
.o0o.

A convite do Pinto Infante desloquei-me à Lardosa, acompanhado do meu amigo Álvaro para umas "pedaladas" em em volta da Barragem da Marateca, lugar sempre aprazível para dar umas voltas de bike.

Responderam à chamada pouco mais de uma vintena de "ávidos" do pedal para um passeio "soft" e bem disposto.
Foi notória a falta de comparência da malta de Castelo Branco, só eu e o Álvaro, a estes salutares convívios, quando feitos fora da "capoeira".
Uns por razões válidas, outros sabe-se lá porquê!!!
Isto não pretende ser uma crítica, mas um lamento meu, por não poder partilhar convosco o "soberbo naco de btt" que hoje me foi proporcionado.
O ponto de reunião foi no Campo de Futebol da Lardosa, pelas 08h30 e a malta foi "pingando" vinda de diversos locais.
Uns conhecidos, outros que fiquei a conhecer, mas prevalecia a "veterania" e foi notório que a malta presente gostava do BTT na sual real essência.
Depois dos cumprimentos da praxe e das brincadeiras usuais, onde a amizade e a camaradagem são o ponto de união, O Pinto Infante brindou-nos com uma mão cheia de trilhos de sonho, cheios de adrenalina e algumas pequenas e divertidas "ratoeiras", que animaram a malta durante toda a manhã.
O percurso foi efectuado em grande parte do perímetro da Barragem da Marateca, com zonas lamacentas, arenosas, pedregosas, rugosas, singles bastante bonitos e diversificados, trilhos fenomenais e alguns estradões para acalmar a emoção de toda aquela panóplia de sensações que fazia renascer a criança que há em nós.
A paisagem era todo um encanto e deixava-me completamente "babado".
E eu que até conheço um pouco da Marateca, nunca a tinha visto com aquele explendor proporcionado pela manhã solarenda e por nuvens altas que refletidas sobre a espelhada água da barragem, proporcionava paisagens de sonho.
Tão cedo não vou esquecer, certamente, este memorável passeio.
A malta, toda ela animada e reinadia, preencheram a manhã de boa disposição, com uma ou outra peripácia, protagonizada pelos nossos "artistas" de serviço, entre outros, o Rui Leitão na sua última cena da "Matança do Leitão" com estreia absoluta neste blog e no final desta postagem; o Zé Luís, mais ao jeito de "Saltibanco Gitano" com as suas divertidas "diabruras", entre outros, nomeadamente, fadistas com voz "entamarelada", contadores de histórias e historietas, enfim de tudo um pouco. eheheh!!!
A chegada foi no local da partida, no Campo de Futebol, pelas 13h15, com 44 kms percorridos em clima de amizade e reinação.
No final um belo repasto no Restaurante "TÁ-SE BEM" para retemperar e desengelhar, foi o culminar desta magnífica manhã de Btt.
Que melhor poderia desejar para as minhas últimas pedaladas de 2007!!!
Ao Pinto Infante, um abraço e um grande obrigado, pelo seu trabalho e dedicação por "carolice" em prol do btt, na sua vertente lúdica, proporcionando-nos a mim e a todos os que gostam e partilham esta bela modalidade, momentos magníficos em cima da bike, como o que nos foi presenteado esta manhã.
A todos os outros, com quem tive o prazer e o previlégio de pedalar em outras tantas ocasiões durante o ano que agora termina, desejo-lhes uma entrada em 2008 cheia de alegria, saúde e paz e que todos os seus desejos se concretizem.
FELIZ ANO NOVO

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC


Comentários

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…