terça-feira, 18 de dezembro de 2007

"Uma voltinha calma e descontraída"

.o0o.

.o0o.

Manhã cinzenta e invernal, a adivinhar chuva, que alíás, era a previsão meteorológica para o dia de hoje.

Na companhia do Filipe e do FMike e atendendo à minha participação no passado sábado no Tróia-Sagres resolvemos efectuar hoje uma volta mais calma e descontraída, com predominância por terrenos mais planos e com um perfil menos técnico.

Saímos da cidade pelo portal do frigorífico, pelas 08h15, com rumo ainda pouco definido, mas para a zona da planície, que na nossa zona corresponde à Lardosa.

Ao chegarmos ás Piscinas de Alcains, resolvemos rumar à Mata, por trilhos por onde há já algum tempo não pedalava e que o FMike ainda não conhecia.

Assim, virámos à direita para o Casal da Curtinha, passando posteriormente nas traseiras da Estação de Alcains, para mais à frente cruzarmos a EN.18 para continuarmos em direcção à Mata pela zona da Silveira.

Chegados à povoação e como já vem sendo hábito fizemos a nossa paragem no Café Gaita, pequeno espaço bem decorado e agradável, onde tomámos a nossa dose matinal de cafeína.

Dois dedos de conversa e foto de grupo, para nos fazer-mos aos trilhos, desta vez pela Tapada do Zé Lopes em direcção ao Monte S. Luís.

Atravessámos a ribeira e deliciámo-nos com o belíssimo trilho, alternando aquí e alí com uns pequenos singles track's, para subirmos à Capa Rota, onde entrámos no alcatrão, que não mais largámos até Castelo Branco, onde chegámos pelas 11h00, com 41 kms percorridos em ritmo invernal.

Houve tempo ainda para uma "bjeca" no Bar da Boa Esperança, antes da despedida.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

Sem comentários: