domingo, 21 de setembro de 2008

"De volta à lama"

Com o início do Outono (amanhã dia 22) não só a folha cai mas a chuva começa a fazer a sua aparição de forma mais constante e os caminhos começam a ficar pesados e lamacentos, época em que eu, particularmente gosto bastante de pedalar.

Logo pela manhã e quando me levantei fui espetar o nariz na janela para ver se estava a chover e apesar de a manhã se apresentar bastante cinzenta e com indícios de ter chovido, verificavam-se umas boas abertas lá para os lados da Lardosa.
Desci à garagem e estava a preparar a bike quando aparece o Filipe, que também não se amedronta com pouca coisa, e lá decidimos ir dar umas pedaladas.
Dirigimo-nos ao local de encontro da malta, mas quando alí chegámos começou a chover copiosamente e tivemos que nos abrigar debaixo duma varanda.
Pesquisámos o céu e verificámos que era uma nuvem que se deslocava e que à sua passagem íam surgindo umas abertas onde o sol espreitava radiante.
Entretanto chega o João Afonso, outro corajoso e juntou-se à malta. Já éramos três.
O Fidalgo telefonou a saber de novas pois estava a chover bem e com um incentivozito lá resolveu juntar-se ao grupo.
AC, Filipe, João Afonso e Fidalgo, foram os protagonistas do passeio de hoje.
Parecia um passeio de aleijadinhos, pois toda a gente se queixava, cada qual da sua maleita.
Um doía-lhe a cabeça, outro os braços, outro andava cansado, danos colaterais do Trek Day&Nigth do dia anterior, um evento que animou a cidade e que espero ver repetido e com mais apoio das entidades locais.
Entretanto a chuva abrandou e em seu lugar o sol aparecia dando indícios de uma manhã diferente.
Seguímos em direcção à Lardosa, com intenção de ir tomar o cafézinho ao "Tá-se Bem" e voltar.
Numa transição em alcatrão juntou-se-nos o Carlos Pio que disse ir dar uma voltinha por alcatrão.
Ao vê-lo com o fatinho tão limpinho e eu já todo enlameado disse:- Ná, assim não está bem!!!.
Convidei então o Carlos para nos acompanhar à Lardosa pelos trilhos, sujar o fatinho e ir connosco tomar o cafézinho.
Lá continuámos, agora com um novo companheiro.
Tomámos o café no no "Tá-se Bem", como planeado e regressámos à cidade quase pelos mesmos trilhos.
Ao chegarmos junto as piscinas em Sta Apolónia, e guiados pelo Carlos durante algum tempo, pedalámos em novos trilhos para nós, regressando à cidade pela Travanca e Monte Brito.
Calmamente e em boa companhia acumulámos aos milhares já existentes nas nossas perninhas, mais 55 kms divertidos em passagens aquáticas e lamacentas, onde as nossas bikes nos vão pregando umas partidinhas e alguns sustos.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

2 comentários:

Varadero disse...

Que saudades da lama, tive mesmo pena, mas os compromissos familiares falaram mais alto.

Agnelo disse...

CAros amigos, as saudades da bike são tantas, não lhe pego à 3 semanas por causa das provas de BMX e BTT, mas no Domingo não falho. Espero que o FMike também já esteja com a malta. Até Domingo
AQ