Avançar para o conteúdo principal

"Trilhos da Açafa"

Trilhos da Açafa 2009 . . . apenas três palavras . . . ESPECTÁCULO, ESPECTACULARMENTE ESPECTACULAR!!!
É o que me ocorre dizer de momento sobre este belo evento, já na sua IV Edição, organizado pelos Bombeiros Voluntários de Vila Velha de Rodão.
Apenas faltei na 1ª edição. De ano para ano "Os Trilhos da Açafa" têm subido de qualidade em todos os aspectos, denotando-se sobretudo a enorme vontade de mostrar a quem visita Vila Velha de Rodão e particularmente este evento, o potencial paisagístico e as bonitas aldeias que compõem aquele Concelho, não esquecendo os belos e diversificados trilhos para a prática do Btt e outras actividades de lazer.
È facto que por estas bandas não somos tão ferteis em planície, como por exemplo o Alentejo, e como tal, quem vem praticar este belo desporto, que é o Btt na nossa região, há sempre umas "subiditas" e umas "desciditas", as primeiras para "arfar" e as segundas para descarregar a adrenalina.
Mas uma coisa vos digo. . . É lá no alto que se podem vislumbrar as belas e amplas paisagens e é lá em baixo que se descobrem alguns belos e paradisíacos recantos e é para lá que nos conduzem os mais "adrenalínicos" single tracks.
E no todo, foi isto que aconteceu neste belo passeio. Boas subidas, belas descidas e muitos e diversificados single tracks, para todos os gostos e para todas as categorias. . .SOBERBO!!!
Vila Velha é uma zona que já conheço, em termos gerais e alguns dos trilhos já os tinha percorrido com a minha bike, mas aqueles singles, em especial na zona da Serrasqueira e junto ao Tejo. . ."Valha-me Deus", que espectáculo!!! A rapaziada de Vila Velha desta vez foi mesmo "ao fundo do baú" desencantar trilhos de sonho.
Pelas 07h30, saí da minha garagem já pronto para o embate e passei pela Carapalha para buscar o Pedro Barroca e a sua alva MSC, rumando seguidamente a Vila Velha de Rodão, onde sabíamos estar à nossa espera um farto e diversificado pequeno almoço, onde nada faltava, nem o "café da velha" para nos encher o corpinho de guloseimas antes da conquista daqueles algo difíceis trilhos que nos aguardavam, com marcação cerrada e bem delíneada, não fosse alguém perder-se.
Quando alí chegámos a fila para levantamento dos dorsais era algo extensa, o que nos deixava pouco tempo, atendendo à hora, para saborearmos as iguarias a que já tinhamos deitado o olho e que se encontravam expostas, mesmo a chamar por nós em diversas mesas espalhadas pelo local.
Valeu-nos os amigos Nunos, o Maia e o Dias, que nos levantaram os dorsais. Bem Haja companheiros!!!
Pelas 09h15 foi dada a partida e todo aquele colorido se pôs em movimento serpenteando pelas artérias da Vila. Era bonito toda aquela mistura de cores e a forma calorosa como eramos ovacionados com palmas e frases de incentivo pelas gentes que nos viam passar. Bonito, sim senhor!!!
Pelos trilhos eu e o Pedro fomo-nos divertindo, parando aquí e ali para apreciarmos a paisagem, tirando algumas fotos e dando ao pedal consoante nos desse na gana!!!
Divertímo-nos à brava naqueles espectaculares single tracks, onde adrenalina atingiu escala elevada.
Nos abastecimentos, a paragem era obrigatória e aquela comidinha tinha que ser toda "espiolhada" e feita uma prova para aferir paladares e aromas. eheheh!!!
Então o Pedro. . .Valha-me Deus!!! Aquele corpinho é de facto de muito alimento e então quando toca à "banana", não há macaco que aguente o estrago!!!
Depois do espectacular single track junto ao Tejo, vieram os estradões, bem pedregosos por sinal, que puseram à prova a "endurance" dos mais e menos preparados para estas andanças, que culminaram com a chegada à Vila Junto à fábrica da Unibaga, ou pelo menos assim se chamava antigamente, para chegar ao ponto de partida no Campo da Feira.
Depois do merecido banho, seguiu-se um suculento almoço, onde só não encheu o "fatinho" quem não quiz, em franco convívio e animada cavaqueira com a rapaziada amiga, alguns que já não via há algum tempo.
Um domingo para mais tarde recordar.
Um abraço e um obrigado ao António Pequito e restantes companheiros da organização, pela explêndia manhã de Btt e convívio com que me patrocinaram.
Bem haja a todos!!!

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos.
AC

Comentários

Anónimo disse…
Boas AMIGO CABAÇO!!

mesmo aqui a esta distância (Líbano)... ao ler estas tuas palavras... e tendo em conta o trabalho do Pequito desenvolveu para estes Trilhos da Açafa... fiquei "ROÍDO" de inveja e com saudades enormes do BTT de tudo o que se tem passado por aí pelas terras da Beira Baixa... aproveito para enviar um grande abraço a todos os betetistas e a ti em especial desde vosso amigo... saudoso dos trilhos... Carlos Pio

Mensagens populares deste blogue

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…