quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

"Uma volta baralhada"

Pelas 09h, já me encontrava junto à Rotunda do Modelo, onde estavam já o Fernando, o Tó Pinto, o Pedro Barroca e o Nunes, que apenas por ali passara a acompanhar o Pedro, pois ambos tinham acabado o turno nocturno.
Um pouco mais atrasados, chegaram o Salvado e o Marco.
Entretanto, juntou-se ao grupo o Ti João dos Escalos.
A volta planeada para hoje, consistia em ir beber o café a Tinalhas, com passagem pela Marateca.
Até aqui, tudo bem. Mas, o Salvado, que trazia quase um armário de roupa vestido, teve que deixar alguma no Zé da Mata. (Loja Amieirobikes)
Ficou então combinado que a restante rapaziada, ía andando devagarinho, esperando pelo Tó Pinto e pelo Salvado. Assim, chegámos aos Escalos de Baixo, sem que estes se juntassem ao grupo.

resolvemos então efectuar uma paragem no café, para esperar por estes dois compaheiros.
Como já estavam a demorar, continuámos a nossa volta, pois tinha ficado acordado, que caso não nos encontrassem, os esperaríamos em Tinalhas.
Mas estes resolveram atalhar e não cumpriram o trajecto planeado e acabaram por ter uma avaria. A corrente da bike do Salvado, não resistiu á sua "potência" e abriu o link.
Lá diz o ditado. "Quem se mete em atalhos, mete-se em trabalhos".
A caminho da Lardosa, recebi o telefonema do Tó Pinto a dar conta da avaria, combinando com ele que iriamos juntar o grupo ao cruzamento da Póvoa, onde eles se encontravam.
Como me atrasei um pouco com o telemóvel, logo o Marco veio no meu encalço.
Rodámos os dois, agora um pouco mais rápido, para nos juntarmos a grupo, mas estes, também resolveram atalhar na Lardosa.
Conclusão. Mais um elemento perdido. Desta vez o Pedro que veio á nossa procura, mas que nos perdeu, porque viemos pelo interior da povoação. Que grande história.
Lá ficou a malta á espera do Pedro, enquanto que eu e o Ti João, fomos ao encontro dos outros dois. Que novela!!!

Finalmente, lá nos juntámos na Póvoa de Rio de Moinhos. O Tó Pinto, puxando pelos seus dotes mecânicos e da sua inseparável caixinha de ferramenta, lá uniu a corrente da bike do Salvado.
Acabou tudo na pastelaria da zona "chique" da Póvoa. Já não fomos a Tinalhas e regressámos a Alcains, passando pela variante, em direcção aos Escalos de Cima.
Deixámos o Ti João nos Escalos de Baixo e rumámos à cidade, onde chegámos pelas 12h30, com 66 kms pedalados às "mijinhas" como se diz na gíria. Mas ainda assim, divertidos e com um grupo de rapaziada amiga.
Continuo a ter preguiça em tirar fotos com o telemóvel, na bike de estrada. Não me dá lá muito jeito e a outra digital, é um "tanganho" para andar no bolso.
<>
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
. . .ou fora deles.
AC

Sem comentários: