segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

"Vale do Ponsul e Parrocha"

Neste domingo, mais do mesmo!!!
Não chegou a "coça" de sábado. Ainda queriamos mais!!
Eu, AC, o Silvério, o Luís Lourenço, o João Afonso e o Carlos Sales, fomos os protagonistas desta pequena aventura. Apenas 44 kms, mas durinha e técnica, quanto baste. Na medida certa para a rapaziada se divertir e ficar ainda com algum fôlego, para um petisquinho na fase final.
E foi isso que aconteceu.
Saímos da Pires Marques pelas 08h10 e iniciámos o passeio de hoje pela quelha de Sant'Ana, rumo ao Forninho do Bispo.
Ladeámos o cabeço da Casa dos Malpiqueiros e descemos ao Monte do Sordo.
Cruzámos a Ribeira da Bica e mais á frente, virámos à esquerda, ladeando durante algum tempo a Ribeira do Forno, até ao malhão do Monte do Pombal. Aqui, a rapaziada teve um avistamento de três bonitos veados.
Tirámos uma foto de grupo na Charca do Ribeiro das Casas e seguimos em direcção à Casa do Estrêlo, onde entroncámos no estradão que segue para Belgais.
Subimos depois ao VG da Granja, onde virámos para o Coito do Abrunhosa, que ladeámos, para entrar no estradão alcatroado, também para Belgais.
Cá no alto, uma paisagem fantástica sobre o Vale do Ponsul. Pequena paragem para contemplação e sessão fotográfica e pedalámos sempre em zigue zague, pelas curvas de nível, até ao Cabeço Redondo.
Segui-se a subida ao Monte da Parrocha e após uma curta descida, nova subida, desta vez ao VG das Ferrarias.
Passámos pela Tapada do Caracas e Barrão, rumando seguidamente aos Escalos de Baixo, onde parámos no Café "O Lanche", exactamente para isso!!! Para uma pequena "tertúlia", acompanhada por umas tapas de chouriço e queijo, acompanhadas dumas "biérres" e tintinho para o Silvério. Vejam só!!! Após o "berreiro" durante todo o caminho, que queria o seu "abatanado", que estava a ficar debilitado, blá, blá, blá, quando viu o tintinho, esqueceu-se logo do abatanado. Então, como éh!! Em que ficamos!! Da próxima, é abatanado, ou tintinho. A malta necessita saber como preparar a "malinha" de viagem para o menino, eh eh eh!!!
Já, com o estômago aconchegado, a tubagem lubrificada, e o menino (SC) "amansado", regressámos à cidade, pela Vinha do Marco, Monte Brito, Curral do Prego e Alagão, culminando com a agora escorregadia quelha da Feiteira.
Uma manhã solarenga e divertida, onde o btt foi mais uma vez, o responsável por mais uma aventura, na companhia de bons amigos.

Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . .ou fora deles.
AC

Sem comentários: