Avançar para o conteúdo principal

" I Passeio BTT de Tinalhas"

Pensamento:
"Nunca faças da tua vida um rasqunho, pois talvez não tenhas tempo de passá-lo a limpo"
(autor desconhecido


.o0o.
Hoje, de manhã, quando olhei pela janela vi um dia cinzento e com indícios de chuva.
Preparei-me, coloquei a bike no tejadilho da "jipose" e fui ter com o João Valente junto ao Elefante Azul , como préviamente combinado.
Carregámos a bicla dele e lá fomos nós em direcção a Tinalhas para participar no "I Passeio BTT organizado pela Associação de Dinamização e Salvaguarda Patrimonial daquela localidade".
Quando chegámos ao Largo da Junta de Freguesia, a azáfama já era notória com betêtistas a preparar as bikes e pedestrianistas a aconchegarem as sapatilhas, pois a hora de início do passeio estava já próxima e havia que atacar os trilhos.

Deslocámo-nos ao "secretariado" para receber os respectivos dorsais e uma t-shirt alusiva ao evento e lá fomos nós tratar também das nossas bikes.
Por ali demos uma voltinha cumprimentado amigos, aqui e acolá e fomos ao café "A Bomba" (que nome!!!) injectar por via oral, o nosso "doping" que consistiu numa bica bem tirada por uma simpática senhora.
Já dopados, quero dizer, preparados para enfrentar a contenda, lá nos deslocámos para a grelha de partida.
Apesar de mais de 60 inscritos no passeio, notei a falta de comparência de alguns "pedalantes cá do burgo"

Mas como somos uns faladores e descuidados inveterados, deixámos abalar toda aquela malta, ficando na cauda do pelotão umas centenas de metros.
Entretanto a manhã apresentava-se agora solarenga e convidativa pelo que pedalar era mesmo um prazer.
Logo no primeiro quilómetro deparámos com o pelotão, não de betêtistas, que esses a nossa vista já não alcançava, mas sim dos participantes do pedestre, que simpáticamente abriram alas para nós passarmos, eu o Roberto e o João Valente que entre aplausos lá continuámos a nossa "jorna". Foi o primeiro momento divertido de muitos em que participámos durante todo o percurso.

Ainda antes do terceiro quilómetro, o João Valente furou, proporcionando apesar do percalço, o segundo momento divertido, com "nhanha" nas mãos e mãos na "nhanha" eheheh!!! (quem terá sido).
O percurso foi sendo absorvido por estes três amantes do pedal, com paragens aqui e alí para registar alguns momentos e paisagens espectaculares.
Alguns kms antes do abastecimento encontrámos o Jorge e o Gilberto, que nos acompanharam até a Barragem da Marateca, onde parámos para nos divertirmos um pouco, sendo brindados pelo Gilberto com algumas acobracias aquáticas.
Houve tempo para tudo, até para nos divertirmos.
Chegámos nos últimos lugares, é certo, mas por opcão e a idéia era mesmo chegar antes de ser servido o almoço e isso conseguímos e com exito.

Tivémos tempo ainda para "emborcar duas escorregadiças imperiais" seguidas dum banho retemperador com água bem quentinha e sem o perigo de deixar cair o sabonete. eheheh!!!
Sobre o passeio em si, pouco tenho a dizer, mas que define certamente esta primeira organização da SUMAGRE.
- Simpatia e bem receber.
- A escolha de trilhos espectaculares e com lindas paisagens.
- Trajecto todo ele ciclável e ao alcance de qualquer praticante.
- Altimetria moderada (509 de acumulado em 44 kms)
- Banhos com água quente
- Almoço farto e bem servido, por pessoas cuja simpatia e bem querer servir, merece ser referenciado.
"Um exemplo a seguir"!!!


Aos organizadores deste I Passeio BTT de Tinalhas, o meu obrigado por esta bela manhã de btt e contem comigo para as vossas próximas organizações.

Fiquem bem
AC

Comentários

pjfa disse…
Já estou mesmo a ver que o pessoal de Castelo Branco marcou presença pela positiva.
Temos de "contagiar" os restantes com esse espírito.

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…