domingo, 2 de setembro de 2007

"Entre Ribeiras"

Gráfico de Agosto

.o0o.

Pensamento:
"A maior fraqueza do homem é trocar aquilo que mais deseja na vida por aquilo que deseja no momento"
(autor desconhecido)

.o0o.
Hoje o calor voltou a este mês de Agosto, algo diferente dos anteriores Agostos.
Juntámo-nos na Pires Marques 7 companheiros pedalantes, para mais um passeio domingueiro: AC, Álvaro, Dino, Filipe, Marcelo, Nuno Maia e Jorge Palma.
Rumámos então para o Vale do Freixo, onde eu pretendia encontrar uma ligação a S. Gens.
Saímos da cidade pelo portal do frigorífico e passámos pela Atacanha, onde apanhámos asfalto até às piscinas de Alcains, para tomarmos o estreito e arenoso trilho que nos levou entre muros até à estação.
Passámos a via férrea e seguimos em direcção à zona das hortas de Escalos de Cima, por onde serpenteámos por trilhos até cruzarmos a EN.18-7 e entrarmos no estradão para o Vale do Ribeiro do Freixo.
Aí parámos um pouco numa sombra para delínearmos o resto de percurso e encontrar o caminho para S. Gens.
Seguímos então durante algum tempo um trilho paralelo à Ribeira do Vale do Freixo até à zona da Ribeira de Alpreade, onde após algumas hesitações, lá encontrámos o caminho, com o auxílio do condutor duma pick up, que nos orientou.
Após algumas passagens engraçadas pelos leitos de ambas as ribeiras, lá rumámos para S. Gens, passando ainda pelo Monte Picado, no seu verde colorido da cultura de milho viçoso regado com pivot.
O caminho terminou no inicio da subida para S. Miguel D'Acha, cortando à direita em direcção ao Restaurante das bombas de combustível, onde parámos para tomar café e conversar um pouco.
Saímos das bombas e reentrámos nos trilhos em direcção aos Ronções, onde tivémos que contornar uma vaca teimosa que estava deitada mesmo no caminho e continuámos pela Terra Navancha até entrarmos na Lousa pelo lado do cemitério, atravessando a povoação e saíndo pelo depósito de água em direcção a Escalos de Baixo, com nova paragem no chafariz para beber água e atestar os camelbacks.
O Dino e o Filipe foram andando por quererem chegar mais cedo a casa e o resto da malta, mais pachorrenta, não resistiu a um par de "bjecas" no Restaurante "O Chafariz", mesmo ali ao lado, mas cá para mim, foi mais para atestarem as narinas com aquele cheiro maravilhoso proveniente dos leitões que jaziam bem aconchegadinhos em travessa de inox, ou seria alumínio???
À terceira é de vez, não vou resistir e abandonar tal local só com o cheiro, sem dar uma dentadinha!!!!
Lá abalámos inebriados por aquele odor a leitão. Foi de facto um acto de coragem da nossa parte abandonar o local só com o cheiro, assim, sem mais nada!!!
Paciência, melhores dias virão!!!
Rumámos então ao Monte S. Luís e na Fonte Santa entrámos em alcatrão já até Castelo Branco, onde chegámos pelas 13h15 com 60 kms percorridos, na parte que me toca, após quase 4 horas de convívio e divertimento entre amigos.



Terça Feira, dia 4, há pedalada. Concentração na Pires Marques pelas 08h

Até lá

AC

1 comentário:

MATEUS disse...

NO PASSADO DOMINGO COMO NÃO CONSEGUI CONVENSER OS MEUS "CAMARADAS DO PEDAL"A ALINHAR NUMA VOLTA COM AC E COMPANHIA,"SÃO UNS MEDRICAS"FOMOS DAR UMA VOLTINHA LÁ PARA OS LADOS DA LARDOSA,(PERCURSO QUE APRENDI COM AC)E O ENGRAÇADO É QUE TODOS GOSTARAM!!ATÉ NEM SOU MUITO TEIMOSO,MAS ACHO QUE VOU CONSEGUIR DAR-LHES A VOLTA A ALINHAR UM DOMINGO DESTES.BOAS PEDALADAS PARA TODOS,E ATÉ DOMINGO EM TINALHAS.