quinta-feira, 5 de junho de 2008

"Uma jornada de trabalho"

Aproveitando a terça feira e a companhia dos amigos Filipe e Carlos Sales, fomos hoje efectuar uma pequena "reparação" ao track gps do Raid Castelo Branco > Termas de Monfortinho, agendado para o dia 22 do corrente mês.
Atrevam-se . . . envolvam as vossas famílias . . . e vivam uma aventura diferente!!!
No passado sábado iniciámos o percurso pelo Monte Brito e Mata, mas para encurtar mais um pouco, derivado à quilometragem, fomos efectuar uma pequena alteração, desta vez por Escalos de Baixo e Bacias, onde recuperámos o trajecto em direcção à Nogueira, local onde será feita a travessia da Ribeira de Alpreade.
Sempre em amena cavaqueira, lá abandonámos a "nossa sede" ao ar livre da Pires Marques e fizemo-nos aos trilhos rumo aos Escalos de Baixo.
Espero que o tempo vá enxugando algumas partes do percurso inicial, para evitar molhar o pézinho, pois foi o que nos aconteceu.
Mas até dia 22, esse pormenor vai desaparecer concerteza.
Nos Escalos de Baixo, optámos por seguir pelo cemitério em vez do campo de futebol, pois pessoalmente gosto mais desse trilho que mais à frente vai entroncar no que vem do campo de futebol e continuámos em direcção à Mata.
Não entrando na Mata, cruzámos o caminho alcatroado que liga esta povoação à Lousa e entrámos na zona das Bacias, onde na procura dum trilho mais directo, nos enganámos duas vezes, mas ficaram debaixo de olho um ou dois trilhos a explorar mais tarde.
Em tempo de crise, nada se perde. eh eh!!!
Encontrado o caminho correcto que entroncava no track inicial, o nosso objectivo estava concluído, faltava apenas o trabalho de casa, agora toca a divertir!!!
Descemos então em direcção à Ribeira da Lousa e subimos em direcção à capelinha da Ermida da Lousa e daí até à povoação, com paragem obrigatória no bar da Sede do Clube Lousense, onde calmamente nos sentámos e bebemos um par de "bjecas", pondo a conversa em dia.
Já descansadinhos e sem pressa alguma, subimos a povoação em direcção ao depósito de água e após alguma indecisão se iríamos regressar pelos Escalos de Cima/Alcains, ou pelo Monte S. Luís/Capa Rota, optámos por esta última hipótese e onde mostrámos pela primeira vez o nosso "single ovelheiro" ao Carlos, que desce e sobe até à Capa Rota.
Alí entrámos no asfalto e rumámos à cidade, onde chegámos pelas 13h com 58 kms percorridos em mais uma relaxante aventura de btt, bem ao nosso gosto.

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
Até lá
AC

Sem comentários: