Avançar para o conteúdo principal

"V Trilhos da Raia"

BTT a "Rodos"!!!
É assim que eu defino a 5ª. Edição dos Trilhos da Raia.
A verdade, é que nos anos em que tenho participado neste evento, já com marcação vitalícia, no meu calendário de eventos, acabo sempre por ser surpreendido, pela positiva, pela malta da ACIN.
Em cada ano que passa, a ACIN,empenha-se em apresentar um percurso cada vez mais bonito e diversificado.
E Este ano, foi para mim, semplesmente "espectacular"!!!
Bons trilhos, com singles, daqueles que até fazem tremideira, subidas e descidas para todos os gostos, as Aldeias do costume, pois essas não se podem alterar, pessoal empenhado e uma organização, que já atingiu um nível difícil de superar.
O almoço, bem, o almoço também é o do costume, aquele que a malta gosta mais, o afamado porco no espeto e a bela loirinha a brotar à descrição daquelas torneirinhas cromadas.
Que mais se pode desejar após uma bela manhã plena de btt!!
Quanto a mim, logo pela manhã, aprontei-me, coloquei a bike no suporte do carro e pelas 07h30, aí vai ele, em direcção à já considerada capital do Btt . . . Idanha-a-Nova.
Quando cheguei, já umas quantas dezenas de malta se me tinha antecipado.
Estacionei o carro, fui cumprimentar o meu irmão Luís, que também já por alí se encontrava e já montado na bike, fomos tomar o cafézinho matinal.
Fui cumprimentando os amigos que por ali se encontravam e pelas 09h, paratimos para mais uma Edição dos Trilhos da Raia.
Na primeira dezena de kms, a maior dificuldade foi o pó, que nos toldava a visão, pois a malta ainda ía muito junta, mas a partir da barragem e com o aparecimento das subidas, a rapaziada começou naturalmente a criar espaços.
Fiz o todo percurso sem um companheiro definido, ía falando com este ou com aquele, consoante os cruzava, ou era cruzado e nos abastecimentos, onde sempre dava dois dedos de conversa.
Ía parando, aqui e alí, para registar uma ou outra paisagem com a minha digital.
Gozei bastante com os single tracks com que este ano fomos presenteados e a maioria deles, novos.
A minha bike, mais uma vez portou-se à altura, sem furos nem problemas mecânicos e eu, também não me portei muito mal, pois cheguei bem e sem grandes problemas de ordem física, além do cansaço, natural nestas andanças.
Um dia para repetir, pena ser só para o ano.
Ao Afonso, ao Rui Tapadas e a toda a malta que colaborou nestes "V Trilhos da Raia", os meus parabém por me terem proporcionado um belo dia de btt e convívio, sentimento que penso ser comum a toda a malta que participiu.
Para o ano contem comigo!!!
Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC

Comentários

Amigo AC.

Concordo plenamente com o enunciado no post e com referência ao V Trilhos da Raia. Para mim e é o segundo ano consecutivo foi irrepreensivel esta prova.

Quero desde já convidá-lo para estar presente na 1ª Maratona de BTT "cidade de Pinhel" a realizar no dia 22/11/2009.

Como sabe Pinhel é uma cidade de grandes costumes quanto á forma de receber os seus visitantes, daí que queiramos alargar os n/ horizontes para com o desporto do BTT.

Como já se pratica um pouco de bTT neste concelho vamos realizar este evento pretendendo ajuda de todos akeles que adoram o BTT e dele fazem parte a sua vida.

Poderá encontrar toda a informação no meu blog http://falcaobtt.blogspot.com

Os trilhos por aqui e quem os conhece são trilhos de paisagens estunteantes em redor do Rio Côa e da Serra da Marofa, passando por aldeias históricas.

Bons trilhos e apareça.

Abraço

Falcaobtt

Mensagens populares deste blogue

"Rota do Bucho/2016"

Pelo segundo ano consecutivo, resolvi editar a Rota do Bucho, com um passeio pelos trilhos de Malpica do Tejo, uma bonita aldeia onde tenho raízes, que termina à mesa com um belo bucho de ossos à boa moda malpiqueira. Convidei um "magote" de amigos, dos quais dezasseis disseram presente. O ponto de reunião, foi desta vez na Pastelaria Cantinho dos Sabores, na Rotunda da Racha, onde tomamos o cafézinho matinal. Pelas 08h20 partimos em pelotão auto rumo a Malpica do Tejo, onde o Rui e a Sandra Tapadas já nos aguardavam. A previsão era de vento forte e alguns aguaceiros e desta vez o S. Pedro não nos "despontou", mandou mesmo umas belas rajadas de vento e umas belas bátegas de água, que nos atingiram por três vezes, um pouco no início desta pequena aventura, sensivelmente a meio, quando estávamos à vista de um local de abrigo, a aldeia de Lentiscais e no final, em jeito de banho. Pelas 09h00, como planeado, abandonávamos a aldeia rumo ao Monte do Couto do Alberto, en…

"Hoje fomos à romaria"

A manhã acordou hoje límpida e solarenga, num bom incentivo para um bom par de pedaladas asfálticas. Quando saí da garagem já o Álvaro e o Leandro me esperavam. Juntos fomos até à Rotunda das Violetas, ao encontro do Luís Lourenço e do Nuno Eusébio. Pouco depois chegou o Jorge Palma. Para não perder a prática tive ainda que mudar a câmara de ar da minha roda traseira que vinha com um pequeno furo, originado por uma limalha. Já com a "ézinha" pronta a rodar, fizemo-nos à estrada, abandonando a cidade pela Milhã, rumo ao Juncal do Campo pela estradinha panorâmica da Quinta de Valverde. Cruzamos a aldeia e entroncamos na N.12, onde fletimos à direita, rumo ao Padrão, uma pequena aldeia que este fim de semana se encontra engalanada para a festa da Nossa Senhora da Saúde. Entramos na aldeia e fomos tomar o cafezinho matinal no bar junto ao adro da igreja, gentilmente servido por um senhor, creio que festeiro, que fez questão de oferecer os cafezinhos e que agradecemos. Descemos …

Alvaiade, Perdigão e Vila Velha de Rodão"

Hoje, com um pelotão mais numeroso, fomos tomar o cafézinho matinal à Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão. Abandonamos a cidade pouco depois das 08h30 e rumamos ao Perdigão, com passagem por Sarnadas de Rodão e Alvaiade. Seguimos depois pela estradinha panorâmica que liga o Perdigão a Vila Velha de Rodão, usufruindo da bonitas paisagens sobre a Serra das Talhadas e Vilas Ruivas. Depois da pequena tertúlia na Bolaria Rodense e já com os níveis repostos, rumamos à cidade, com passagem pelo Coxerro e Sarnadas. Aqui voltamos a encontrar o Joaquim Cabarrão e o Salvado, que deram uma volta mais pequena e juntos seguimos até à entrada da cidade, onde nos voltamos a separar, pois o restante grupo foi pela variante à Carapalha. Numa manhã já bem primaveril, alinharam para esta bonita volta, além de mim, o Jorge Palma, Tó Pinto, Fernando "Caraíbas", Sr. Silva, António Leandro e o João Salavessa.  Foram 75 kms, repletos de divertidas pedaladas, na companhia deste animado grupo de …