quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

"Vila Velha de Rodão"

Ainda a braços com os resquícios dos excessos gastronómicos natalícios e, como eu, talvez também os companheiros que hoje me acompanharam, o Álvaro Lourenço, o Jorge Palma, o Fernando Micaelo, o José Luís e o António Leandro, fomos pedalar com as "magrelas" até Vila Velha de Rodão.
Saímos pelas 09h como vem sendo hábito nesta fase invernal e rumámos a Sarnadas, pela variante da Carapalha.
Aqui, optámos por continuar até Alvaiade, onde descemos a Vila velha de Rodão, pela Távila e Gavião.
Descida hoje um pouco complicada pelo cerrado nevoeiro que assolava aquela zona aliado a um frio de rachar, fez-nos chegar aquela vila arrepiadinhos de todo.
Como quase sempre que por ali passamos, fomos beber o cafézinho à Bolaria Rodense, na zona Industrial.
Entrar naquele estabelecimento, só tem para mim um senão . . . é que não consigo resistir àqueles apetitosos bolinhos tão saborosos.
Lá se foi a intenção de arredar umas gramas excedentárias deste corpinho já meio engelhado.  Mas vou insistir!
Afastados temporáriamente do frio que "rapáramos" até ali, enquanto estivémos no interior do estabelecimento, fomos pondo a conversa em dia, em animada cavaqueira.
Mas havia que continuar e voltar ao frio não era nada apetecível, mas teve que ser.
Encetámos o regresso à cidade, agora via Coxerro e, à passagem pela Serrasqueira, o sol voltou a brilhar e a aquecer lentamente os corpinhos meio gelados, pois já tinham aquecido um pouco, em consequência das pedaladas.
Efetuámos ainda uma outra paragem nas Bombas das Sarnadas para beber algo e continuámos até à cidade, onde chegámos pelas 12h45, com 65 kms de boas pedaladas na companhia de amigos.
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: