quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

"Santo André das Tojeiras"

Mais um dia de asfáltica na companhia do amigo Jorge Palma.
Hoje desafiei-o para irmos tomar o cafézinho matinal a Santo André das Tojeiras.
Saímos, como já vem sendo habito, da Rotunda da Racha e saímos da cidade pelo polo norte da Zona Industrial, rumo à Taberna Seca.
A manhã, bastante fria, obrigava-nos a manter o pingo no nariz, por mais que limpássemos.
Descemos à Ponte Medieval sobre o Rio Ocreza e subimos aos Vilares. Após a subida a temperatura corporal lá subiu um pouco e a partir daqui manteve-se, pois até Santo André das Tojeiras, experimentámos um andamento mais vivo. Está na altura de começar a "apanhar" um pouco mais de ritmo, para em tempo útil, conseguir ultrapassar o mais cómodamente possível, um par de desafios que tenho em mente.
Chegámos a Santo André um pouco ofegantes, mas quentinhos quanto baste.
Tomámos o já planeado cafézinho e demos dois dedos de conversa.
Agora, era hora de acalmar e voltar às pedaladas calmas. E assim foi até à Ponte sobre o Rio Ocreza, no local denominado Porto Largo, onde parámos para uma foto e meter conversa com um pescador, que pacientemente tentava "enganar"  algum ciprinidio mais descuidado.
Encetámos calmamente a subida à Sarnadinha e, já quase no alto, toca o telefone.
Era o Filipe a dar conhecimento de que juntamente com o Marco, estavam à nossa espera na Bolaria Rodense, em Vila Velha de Rodão.
"Toca a dar corda aos sapatos" ou melhor "dar voltas ao pedal" e aí vamos nós de novo em posição de ataque.
Mas antes, parámos ainda na fonte de Alvaiade para atestar o bidon do Jorge.
Dez minutos depois estávamos em Vila Velha de Rodão, depois de descer na "broa" pela variante à Vila.
Pois . . . não havia volta a dar . . . lá tivemos que "papar" o bolinho da praxe e o suminho a acompanhar, pois o cafézinho já tinha sido uns bons kms antes, em Santo André.
O regresso á cidade foi feito já na companhia do Filipe e do Marco, que está agora a começar as primeiras pedaladas de 2013.
O ritmo foi calmo e descontraído e a entrada na cidade deu-se pelas 12h45, com 77 kms pedalados na companhia de bons amigos.
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: