domingo, 20 de setembro de 2015

"A estreia da Canic"

O ciclocross é uma das minhas antigas paixões, agora repescada com a entrada desta nova "Canic", uma boa aposta da Ktm, que a "vestiu" com todos os ingredientes para a prática deste bonito desporto, que no meu caso, lhe dou apenas uso na vertente lúdica.
Como o meu companheiro da fininha de pneu cardado se encontra ausente neste fim de semana, pensei inicialmente ir dar uma voltinha a solo para me habituar a tão singela montada.
Mas acabei por decidir ir em busca de companheiros para desfrutar desta bela manhã de verão.
Fui então fazer uma visita á rapaziada que se junta nas "Tílias" para um passeio calmo e descontraído, pois a "montada" de hoje não gosta muito de radicalismos.
Juntei-me assim ao Juca, Tó Bispo, Alfredo Martins, Nuno Barata e Pedro Pereira e fomos dar uma volta de Btt, acabando eu por assumir e delinear o trajeto.
Abandonamos a cidade rumo a Alcains e pelo Vale Capitão, Quinta da Ordinha, Folha da Lardosa, Fonte Caiada, Vale do Asno e Seixeira chegamos às proximidades da Lardosa, onde não entramos, reservando essa parte para o regresso.
Cruzamos a linha férrea e pelo Vale Feito e Monte das Areias seguimos até ao Apeadeiro da Soalheira, ladeando a linha pelo Marco Alto e cruzando-a mais à frente para seguirmos para a Soalheira, pela Ponte da Godinha.
Já na Soalheira, paramos no café junto ao largo na entrada sul depois do cafézinho da praxe seguimos para o Curral das Figueiras, Rosmaninheira e Vale do Mota, onde entramos na estrada que vem do Louriçal do Campo, que seguimos durante umas centenas de metros, fletindo depois à direita para o Monte da Granja, onde desta vez viramos à esquerda para nos acercarmos da margem da Barragem da Marateca.
Pedalamos umas boas centenas de metros sempre junto à água, desfrutando daquela espetacular panorâmica, até que chegamos à passagem sobre um dos braços da barragem, da estrada que vai entroncar na N.18.
Fomos seguidamente até à Lardosa e aqui fizemos a segunda paragem do dia, para beber uma bjeca no "Tá-se Bem". 
Já recompostos fizemos os últimos kms até à cidade, com passagem de novo pelo Monte da Ordinha e Alcains.
Entrei na cidade pelas 12h45, com 75 kms pedalados numa bonita manhã de verão e desfrutando do companheirismo da malta que hoje acompanhei nestas primeiras pedaladas com a "canic".
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: