domingo, 1 de novembro de 2015

"Nem tudo o vento levou"

Hoje foi dia de divertimento, em modo ciclocross, onde mais uma vez a minha "manhosa" se juntou à "jamis" do Jorge para uma bela manhã campestre.
Apesar do forte vento que em toda a manhã nos tentou mandar abaixo das "meninas", conseguimos manter o esqueleto montado nelas.
Estoicamente lá nos agarramos aos guiadores e apesar de alguns abanões e safanões, lá nos aguentamos durante os 69 kms do percurso.
O ponto de encontro, foi o nosso habitual e de sempre, a Rotunda da Racha e foi dali, que partimos em busca de aventura e divertimento.
Rumamos ao Alagão, aeródromo, Curral do Prego e Monte Brito, onde fletimos à esquerda rumo a Alcains.
Cruzamos a vila e tomamos o azimute ao Monte da Ordinha, já a pensar na matinal dose de cafeína, que aconteceu no "Tá-se Bem" na Lardosa, onde chegamos ainda antes de terminar a missa, pelo que foi com calma que absorvemos aquele delicioso nectar, cuja planta, se diz ter sido originária da Etiópia.
Dali saimos em direção à Soalheira e paramos no café do Cravo para uma mini bjeca.
E lá estávamos entretidos no soalheirinho da esplanada, quando passam 4 companheiros "doqueiros", a quem ainda gritamos, mas que não nos passaram "cartuxo". Ou por efeito do vento, ou porque são avessos a "algazarras e vozeirão!" 
Acabamos de sorver as nossas bebidas e depois de mais dois dedos e conversa, lá regressamos aos trilhos.
Viramos agora o azimute à Marateca, passando pela pequena ponte onde o Rio Ocreza mergulha as suas águas naquela bonita bacia hidrográfica e ziguezagueando por alguns dos muitos estradões por ali existentes, fomos em direção à Póvoa do Rio de Moinhos.
Não entramos na povoação, que contornamos e fomos até ao Santuário da Sra da Encarnação, para ver se eramos capazes de subir aquela pequena "paredita" para o alto das três toneladas.
Puxa, que aquilo mesmo com um 34x32 doi c'mó catano!
Descemos então as 3 toneladas e encetamos o regresso à cidade pela Quinta de Valverde e Tapada das Figueiras, onde chegamos pouco depois das 12h30, bem abanadinhos pelo forte vendaval e com o peitinho cheiro de trilhos catitas, para esta divertida modalidade velocipédica.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: