Avançar para o conteúdo principal

"II Passeio da Liberdade - Na Rota do Lince"

Sexta Feira, dia 25 de Abril, participei no "II Passeio da Liberdade", organizado pela Junta de Freguesia de Meimão no bonito Parque Natural da Serra da Malcata.
O convite foi-me feito pelo meu amigo Filipe, fiel companheiro de pedaladas e que eu não poderia recusar.
Assim, pelas 07h conduzindo a minha "jipose" e acompanhado do FMike e João Valente, lá nos juntámos à caravana que aguardava junto ao Stand da VW aos Buenos Aires.
Partimos em direcção ao Meimão, com escala nas "Águas" para tomar café no Restaurante "O Galante", mas batemos com o nariz na porta, pois ainda era cedo e estava tudo fechado.
Após outra tentativa na Meimoa, o resultado foi igual, pelo que só conseguimos tomar o café no Meimão.
Apesar da aderência de pessoal a este evento não ser a melhor, pois previa-se mais malta, tanto mais que o passeio era à "borliú" e num enquadramento paisagístico excelente, ainda assim compareceram umas dezenas de companheiros para pedalar num dos passeios mais duros em que participei nos últimos tempos e vá-se lá a saber porquê, pois com tantos recursos, trilhos excelentes e paisagens deslumbrantes para onde quer que nos virássemos, só me fez lembrar a personagem do padre protagonizada pelo Herman José ... "não havia necessidade"!!!
O dia era de festa e a malta era animada e pronta para desfrutar aqueles trilhos e paisagens espectaculares ... pena que uma grande maioria o tivesse que fazer a "penantes" e sem poder usufruir do passeio como certamente tinha planeado.
Há que não confundir passeios acessíveis a todos os níveis de participantes com provas de btt e ter-se o discernimento necessário para separar "o trigo do joio"
Penso que o objectivo da Junta de Freguesia do Meimão era conseguir juntar num convívio bebêtista umas largas dezenas de participantes e mostrar o que de melhor existe naquela região.
De facto o objectivo foi conseguido, em parte, só que com muito esforço por parte dos participantes, que no final foram brindados com um banhinho de água bem fria, pois quentinhos já eles vinham e um almoço um pouco desordenado, numa espécie de salve-se quem puder, correndo ainda o risco de numa próxima edição o pessoal não aderir, recordando ainda a extrema dureza do ano anterior.
Subidas muito longas e técnicas, mais vocacionadas para os prós, ou pseudo-prós, alguns com "habitat" cá no Distrito e descidas exageradamente longas e com inclinação desmesurada, onde os travões de muita malta deram "o berro".
E tanto havia para ver e desfrutar!!!
Pessoalmente gostei do passeio, pois participei duma forma lúdica e apesar da dureza, desfrutei o máximo e apreciei aquelas belas paisagens.

Para o ano se o evento persistir, lá estarei e certamente a malta de Castelo Branco também.
Fico agradecido ao meu amigo Filipe por me ter convidado a participar neste evento e ao presidente da Junta de Freguesia de Meimão por me ter proporcionado uma bela manhã de btt, nessa linda Serra da Malcata.
Obrigado!!!

Fiquem bem
Vêmo-nos nos trilhos
AC
Slideshow

Comentários

LR disse…
Para não variar, mais uma excelente reportagem.
LR
BikesTrilhoseTralhos
Pedro Alves disse…
Olá,
... dei com o seu blog e fiquei impressionado com as bonitas paisagens da zona de Castelo Branco... muito giro.
Boa sorte para as suas viagens em autonomia.
Boas pedaladas
Os Trepa Serras disse…
Desde já o nosso obrigado pelo seu artigo. Pensamos que o percurso não fosse assim tão pesado, mas no final verificamos que tem alguma razão.

Em relação aos banhos ouve um pequeno problema com a caldeira e desde já as nossas desculpas a todos os participantes. No almoço comida não falto mas não tinhamos muita ajuda para podermos andar a servir individualmente os participantes.

Para o ano teremos um percurso mais leve, diferente, vamos dar a conhecer outros locais da Serra da Malcata.

O nosso obrigado pelas criticas, com elas a organização será cada vez melhor :), ainda somos inesprientes e contamos com voçês para melhor cada vez mais.

Aqui fica o nosso Blog: http://rotadolince.blogspot.com (ainda no seu inicio)

Ass: David Vila Boa

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…