sábado, 18 de maio de 2013

"Portas de Rodão"

Hoje fui juntar-me à malta, na Pastelaria da Quinta Dr. Beirão, a convite do João Afonso.
A volta prevista para hoje era interessante e bastante bonita.
Íamos dar umas pedaladas até ao Arneiro, uma bonita aldeia à beira Tejo.
Fui ao encontro da malta já na companhia do Álvaro e quando lá chegámos já ali se encontravam o João Afonso, o Luís Lourenço, o Nuno Maia, o Nuno Eusébio, o José Luís e o Silvério.
O Jorge palma foi ao nosso encontro, pois enganara-se na pastelaria e agrupámos mais à frente.
Em direção a Sarnadas, lá fomos pedalando calmamente e em conversa amena, tiritando com o friozinho que se fazia sentir.
Continuámos até ao Perdigão, com passagem por Alvaiade e virámos à esquerda para a esrtrada panorâmica para Vilas Ruivas e Vila Velha de Rodão.
À chegada á ponte sobre o Rio Tejo, miradouro das magnânimas Portas de Rodão, achei mais sensato regressar a casa. O "motor" ía a trabalhar a "3 cilindros" e aguarda prognóstico do "mecânico".
Como não há kits de substituição disponiveis, tenho que aguardar reparação e, à moda antiga", fazer a rodagem como deve de ser, se quero que efetivamente, a "máquina" desenvolva corretamente.
A restante rapaziada lá continuou a volta inicialmente delineada.
O Luís Lourenço fez-me companhia, pois necessitava de estar em casa mais cedo e rebocou-me até à cidade. Obrigado amigo!
Como sou teimoso, e já tive tempo de paragem suficiente, vou pedalando, mas tenho que o fazer de forma racional. . . . a ver se não me esqueço!!!
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

1 comentário:

Silvério disse...

Pedalar menos quilómetros, e mais "suavemente" nesta fase, na minha humilde opinião, uma decisão correcta, tipo, dar um passo para trás para dar dois para a frente!
Continuação de boa recuperação!
Abraço
Silvério