Avançar para o conteúdo principal

"Rota dos Madeiros"


Mais um ano chega ao seu final e com ele chega o Natal e a mística que o envolve.
A "família" ciclista junta-se nesta altura do ano para percorrer algumas aldeias da região com uma visita aos madeiros de Natal.
Este ano, a ideia, que partiu do Rui da Loja Amieirobikes, era para no final nos juntarmos à mesa num almoço de confraternização entre amigos e familiares no Restaurante English Savoy, no Bairro da Carapalha, nesta cidade.
Cerca de quatro dezenas de companheiros do pedal aderiram a esta iniciativa e juntámo-nos pelas 08h00 na Amieirobikes, onde nos esperavam algumas iguarias natalícias.
O bolo rei, filhoses, jeropiga e vinho do porto caseiro, e até um cafezinho de máquina expresso para aquecer a rapaziada.

Malta alegre e divertida foi o mote para uma bela manhã de confraternização.
Saímos então em direção à primeira aldeia, os Escalos de Baixo, enfrentando um friozinho de rachar, ou não tivesse a "velhinha andado a peneirar toda a noite"!!! Que belo geadão!
Fomos por asfalto até à Fonte Santa e pela Vinha do Marco chegámos aos Escalos de Baixo, onde a rapaziada do grupo Escalas a Baixo nos aguardava com uma surpresa nas instalações da Junta de Freguesia. Bebidas à descrição, bolo rei e de chocolate, onde também não faltou a bela da jeropiga.
Depois da visita ao madeiro e fotografia da praxe, seguimos para os Escalos de Cima e fomos até ao madeiro, no adro da igreja, para outra foto de grupo.
A "coisa" estava animada e alguns companheiros lá iam partilhando o "bidon de líquido hidratante", pois a àgua estava fria "c'mó catano"
Seguiu-se a Lousa, com a respetiva visita ao madeiro. Foto da praxe e vamos embora que se faz tarde e a malta já estava apensar no belo bife à cervejeiro, ou o bacalhauzinho, tão próprio desta altura festiva.
Seguimos para Alcains, a última aldeia a visitar, neste caso vila e, ao chegarmos ao adro da igreja, fomos surpreendidos com um cartaz colocado no alto da pilha de madeira, que dizia o seguinte . . . "é favor não roubar lenha"!
Tirámos a foto de grupo e demos rapidamente "à sola", não viesse algum funcionário da junta passar revista à rapaziada e encontrar algum "pauzinho" dissimulado entre a roupa.
Até Castelo Branco foi um instantinho e como não poderia deixar de ser, tivemos também que tirar uma foto junto ao nosso madeiro, o da nossa cidade . . . Castelo Branco, junto à Sé.
A malta espalhou-se então, cada um para seu lado, para mais tarde, cerca das 14h00, nos juntarmos novamente, desta vez à mesa no Restaurante English Savoy, onde comemos e bebemos, confraternizámos e divertimos.
Gostei!!!
Um Bom e Santo Natal a todos!
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Comentários

Silvério disse…
Não escondo que aguardava por esta reportagem com alguma ansiedade! Porquê? Porque as saudades de pedalar/confraternizar com a família "Albiciclista" são muitas e esta é uma forma de as atenuar! Até ao ultimo momento acalentei as esperanças de hoje fazer parte deste grande evento familiar mas, no final não deu! E logo este ano em que a Rota dos Madeiros esteve num nível, pelo que depreendo, espectacular! Espero que vos tenha chegado a mensagem que vos enviei durante a ultima etapa do evento. Foi a forma que encontrei de participar no mesmo!
Feliz Natal e Prospero Ano para TODOS!
Abraço
Silvério
jonny axe disse…
Ora aqui esta um belo evento que animou a malta ,bom passeio boa companhia e bidons de doping(jeropiga e ginja e vinho do porto)
Boas pedaladelas
aqui vai o meu tributo cinematografico

http://www.youtube.com/watch?v=9doTuID9KGI

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Passeio de mota pelo Geopark Las Villuercas e Guadalupe"

"Feliz do homem que possui uma moto, ele pode viajar, ver paisagens e entender-se a si próprio." (Eric Viking) Hoje foi dia de dar liberdade à mota. Na companhia dum casal amigo, o José Paulo e a Carla, fomos passear de mota pelas Dehezas Extremeñas, Geopark de las Villuercas e uma pequena visita a Guadalupe, um dos mais bonitos "pueblos" de Espanha. marcamos encontro na Pastelaria "A Ministra", numa das rotundas do Bairro da Carapalha e pouco depois das 08h30, já com a matinal dose de cafeína ingerida, fizemo-nos à estrada. Rumamos a Segura, onde entramos na "tierra de nuestros hermanos" seguindo depois até á Ponte Romana de Alcântara, onde efetuamos uma pequena paragem para apreciar aquela fantástica obra de engenharia romana que maravilhou o mundo antigo. Com uma história que se perde no tempo, esta ponte carrega peripécias e curiosidades. Não entramos na povoação e por uma estradinha "vecinal" seguimos para Mata de Alcântara e Gar…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…