domingo, 15 de março de 2015

"Btt pelo quintal"

Hoje fui ter com a rapaziada das Docas para a voltinha domingueira de Btt.
Na companhia do Abílio Fidalgo, Luís Lourenço e Pedro Antunes, fomos hoje orientados pelo Luís que nos levou para uma zona que bem conhece, o nosso rico quintal. Um autêntico labirinto de carreirinhos e veredas, que satisfaz qualquer um.
Saímos da cidade pela Talagueira e subimos à Tapada da Abeceira.
Descemos depois à Ribeira da Líria e voltamos a subir para descer de novo,  aora para o Ribeiro da Velha.
Embrenhamo-nos numa excelente panóplia de carreiros e veredas, umas a subir, outras a descer, até às Benquerenças, onde paramos numa castiça tasca de aldeia, onde bebemos uma giribita para repor açucares, pois o cafezinho matinal, fora logo pela manhã no café Sical, nas Docas.
saimos da aldeia e fomos fzer a passagem da praxe pela vereda do Monte Baixo seguindo depois para a Azinheira, duas pequenas povoações de outrora, agora ao abandono.
Rumamos depois até aos Amarelos, contornamos os Poços Fundos e abancamos no Ramalhete, na Represa, para nos entretermos numa bela tertulia com umas doses de pica-pau e umas bjecas, em jeito de comemoração de aniversario dos 48 anos do (velhote) Abílio Fidalgo.
O Nuno Eusébio foi ter com a malta de carro, por se encontrar lesionado (futebolices) e contribuiu para aquele bom momento gastronomico.
A hora habitual de almoço aproximava-se rapidamente, não que a malta estivesse com fome e, resolvemos regressar por asfalto.
O Pedro, aproveitando o fato de ter um furo lento na roda da frente, aproveitou também a boleia dum seu conhecido que ali estava e regressou à cidade de carro.
Uma bela manhã de pedalada campestre, à moda do Luís Lourenço, em boa companhia e boa harmonia, que  culminou após 48 kms tranquilos numa excelente manhã solarenga.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: