quinta-feira, 30 de junho de 2011

"Fundão"

Hoje fui de novo ter com a rapaziada do Continente.
O Álvaro esperou por mim, junto à minha garagem e, ambos fomos a encontro da malta.
Eu, Álvaro, Joaquim Cabarrão, Fernando, Micaelo, Joaquim e o regressado Dino, fomos os protagonistas da "pedalada" de hoje.
Saímos como é habitual, já depois das 08h00 e fomos até ao Fundão tomar o cafézinho da manhã, na Pastelaria da Dª. Manuela, hoje ausente, ou não a vi!!
No regresso, viémos pelo Souto da Casa e parámos na fonte do Vale D'Urso, para atestar bidons com aquela belíssima, fresca e saborosa água.
Segundo informação do homem que se encontrava na hora há parte de cima da fonte, aquele caudal ainda se encontra a debitar 35 litros/minuto.
É para mim paragem obrigatória. Mesmo que não necessite de água, mudo a que tenho nos bidons.
Continuámos seguidamente a subir até ao alto da Paradanta, onde em pedalada rápida, chegámos ao Casal da Fraga e logo S. Vicente da Beira.
A partir dali, as dificuldades tinham terminado, apenas a curta subida das Tabuinhas, já na fase final.
Passámos a cruzamento do Sobral do Campo e por Tinalhas, seguimos para Freixial e Juncal do Campo e ao alto do Salgueiro, virámos à esquerda para Castelo Branco.
Chegámos à cidade pelas 12h15, com 100 kms pedalados em divertida companhia e, após as despedidas da praxe, junto ao Centro de Saúde, no cruzamento de Caféde, eu, o Álvaro, o Micaelo e o Dino, rumámos à Pires Marques. Com excepção do Dino, os restantes três, recostámo-nos na Esplanada do Café na Rotunda da Racha, para uma bebida fresca e dois dedos de conversa, terminando assim, mais uma bela manhã de pedaladas.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Sem comentários: