Avançar para o conteúdo principal

"Pedalar na Estrela"

Com vista à minha "brincadeira" deste ano de ligar Lausanne (Suiça) a Castelo Branco, no próximo mês de Agosto, fui hoje efectuar um treino de altitude na Serra da Estrela.
Acompanharam-me os amigos Silvério e o Pedro Barroca.
Saímos da cidade na minha Ramona, pouco depois das 07h em direcção à Covilhã.
Estacionámos no Parque junto ao Mac Donald's, preparámos as bikes e aí vamos nós em direcção ao cume mais alto de Portugal continental.
Mas até lá chegar, muito houve ainda que penar, pois a subida foi por um local muito pouco usado e que me ficou na retina, quando por ali passei num dos meus raides.
Saímos em direção ao Tortozendo, para aquecer um pouco as pernas. Seguimos pelo Dominguiso, Vales do Rio, Peso, Coutada, Barco, Paúl e Erada.
Aqui, era suposto virar para Alvoco da Serra, Vide e Seia, por onde estava prevista a grande subida, mas o gps, por ter havido engano meu na passagem anterior numa aldeia, acabou por assumir outro itinerário, pelo que tive que efectuar alguns ajustes. Da Erada, virámos para Unhais da Serra.
Se até aqui, subidas e algumas bem "chatinhas" não faltaram, daqui para a frente foi sofrer p'a caramba, como dizem os brasileiros.
Efetuámos a subida pelo lindíssimo Vale Glaciar da Alforfa, mais conhecido como Vale Glaciar de Unhais.
Uma subida terrível, com o piso muito rugoso, tipo serrisca colada. Um martírio. Já na parte final, umas curvas a 16%, estavam no local certo para dar o seu contributo a um bom empeno.
A subida do vale, terminava na Nave de Santo António, mas faltava ainda subir à Torre.
Mas ninguém se atormentou e ainda em bom ritmo lá pedalámos até à Torre, onde parámos para comer algo sólido e tirar uma foto de grupo.
Seguidamente descemos ao Sabugueiro, para subir depois às Penhas Douradas, por uma estrada, também ela com o piso a necessitar de algum reparo e com algumas rampas a fazer mossa, também derivado ao já acumulado.
Das Penhas Douradas a Manteigas, foi puro divertimento por aquela bonita e panorâmica estrada, que nos obrigou a várias paragens para apreciar o espetacular vale, onde se situa Manteigas e magnitude do Vale Glaciar do Zêzere.
Em Manteigas, efetuámos nova paragem, para "empurrar" algo sólido, pois os kms e o desgaste já acumulado, assim o exigiam.
Faltava-nos a última subida do dia, a de Manteigas aos Piornos.
Só de olhar para ela e àquela hora, com o calor que se fazia sentir, até as pernas tremiam.
Mas era meu objectivo efetuar uma subida de manhã e outra pela hora do calor, pois em Agosto e em etapas a rondar os 190 kms, o calor não vai dar muitas tréguas.
Valeu-me também a espetacular dupla de companheiros, a quem a palavra desistir, está um pouco arredada do seu vocabulário Antes pelo contrário, é melhor não dar muitas ideias, pois assumem-nas logo como tarefas a cumprir. Chiça!!!
Uma ultima paragem na Fonte Paulo Martins, para beber aquela boa e fresquinha água, que corre montanha abaixo e tirar a ultima foto do dia.
Terminámos a subida aos Piornos e, já com um sorriso estampado no rosto descemos a boa velocidade até ao Parque da Mac Donald's, onde a minha ramona nos esperava, sem dar sinais de impaciência. eh eh eh!!!

141 Kms, paisagens soberbas, desgastantes subidas, rápidas descidas, dois excepcionais companheiros, convívio e boa camaradagem, preencheram este espetacular dia de pedaladas e contribuiram para ajustar um pouco mais a minha performance à minha maluqueira deste ano. A ligação Lausanne -Castelo Branco em dez etapas.
Hoje, levei a Canyon Ultimate CF SLX, uma máquina para devorar kms.
Se com a Canyon Aeroad fiquei com uma excelente impressão, com esta Ultimate, fiquei completamente rendido às prestações destas completíssimas bikes Canyon.
O que mais me marcou, neste exigente terreno. Uma excelente "trepadora".
Será a bike que levarei à Suíça e irei por aqui deixando o meu Feedback.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos
. . . ou fora deles.
AC

Comentários

BTT-ALBI disse…
Que "Voltinha" mais Brutal !!! ele foi as fotos lindíssimas do Sony Ericsson K610i, o record de acumulado (digo eu) !? e os bons companheiros, tudo muito bom !!! só uma pequena divergência que é o facto das fotos da Canyon Ultimate CF SLX serem todas da (face) vermelha e nenhuma da verde !!! hehehe...
Silvério disse…
Nesta voltinha com as nossas amantes mais elegantes, ao juntarmos aos 4P's um E, ou seja Pelo Puro Prazer de Pedalar na Serra da Estrela, levou-me a um nível de satisfação dificil de exprimir. É verdade, um passeio em que a sua natural dificuldade e o desgaste provocado foram largamente ultrapassados pelas paisagens paradisiacas que nos foram brindadas ao longo de todo o percurso, o que transformou os cento e quarenta e tal kms de distância com três mil e muito mts de acumulado em altitude, numa verdadeira brincadeira.
É claro que para tornar isto possível foi fundamental o espirito de camaradagem e entreajuda dos participantes.
Parabens pelo desempenho em todas as vertentes do passeio.
Até à próxima
Um abraço
Silvério
Anónimo disse…
Companhia da melhor que se arranja fora de casa, ar puro, agua cristalina, paisagens de cortar a respiração e prémios de montanha cheios de categoria. Não faltaram ingredientes (apenas alguns amigos) para tornar esta jornada épica.
Mal posso esperar para me juntar à cambada na gata.
Até lá pedalem e divirtam-se.
1 abraço.

Pedro Barraca

Mensagens populares deste blogue

"Passeio de Mota pela Galiza"

Mesmo com a meteorologia a contrariar aquilo que poderia ser uma bela viagem à sempre verdejante Galiza, 9 amigos com o gosto lúdico de andar de mota não se demoveram e avançaram para esta bonita aventura por terras "galegas"
Com o ponto de inicio no "escritório" do João Nuno para a dose cafeínica da manhã marcada para as 6 horas da manhã, a malta lá foi chegando.
Depois dos cumprimentos da praxe e do cafezinho tomado foi hora de partir rumo a Vila Nova de Cerveira, o final deste primeiro dia de aventura.
O dia prometia aguentar-se sem chuva e a Guarda foi a primeira cidade que nos viu passar. Sempre em andamento moderado, a nossa pequena caravana lá ia devorando kms por bonitas estradas, algumas com bonitas panorâmicas.
Cruzamos imensas aldeias, vilas e cidades, destacando Trancoso, Moimenta da Beira, Armamar, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Parada de Cunhos, Mondim Basto e cabeceiras de Basto, onde paramos para almoçar uma bela "posta", que es…

"Volta vadia a ver o mar"

"A felicidade é um fim de tarde olhando o mar" (Marina Nader)
 . . .e foi esse o objetivo deste meu passeio de bicicleta, que gosto de chamar de "volta vadia". Ir ver o mar na Figueira da Foz.
Delineei o percurso, circular como sempre, juntei um grupo de amigos, também eles fãs deste tipo de passeios velocipédicos e fizémo-nos à estrada.
Saímos de Castelo Branco pelas 06h00 e fomos tomar o primeiro cafezinho da manhã à Pastelaria "Estrela Doce", na Sertã, onde o meu irmão Luís nos esperava.
Depois da dose cafeínica e do pastelinho de nata, seguimos para Condeixa a Nova, o local de partida e chegada desta nossa pequena aventura, estacionando as viaturas no parque auto do Lidl.
Cerca das 08h30, já pedalávamos em direção a Ega, a primeira povoação que passaríamos rumo à Figueira da Foz.
O dia estava ótimo para pedalar e o pouco vento que se fazia sentir era nosso aliado.
Sempre em ritmo animado e em alegre cavaqueira, como é habito, quando algumas "per…

"O outro lado da Estrêla"

Uma vez mais, resolvi fazer umas das minhas "voltas vadias", programadas para este ano, que espero mais rico em aventuras lúdicas e de partilha com amigos. Criei um percurso que chamei de "o outro lado da Estrela", pois a nossa querida Serra da Estrela só é conhecida pela maioria da malta pelas " Torres, Adamastores e outros alimentadores de egos". Mas a serra não é só isso, tem o outro lado, bem bonito por sinal, repleto de lindas panorâmicas e bonitas aldeias. Umas históricas, outras não, mas todas elas com encanto e uma história para contar. Juntaram-se à minha ideia, 14 companheiros e amigos, todos eles ávidos de uma boa aventura e bons momentos de convívio e sã camaradagem. Juntámo-nos na Rotunda da Racha, junto à loja do David, a Feelsbike, pelas 07h00, rumando seguidamente ao Vale da Amoreira, onde estabelecemos o "paddock", junto à Casa de Pasto Ideal, para uma reposição calórica e hidratação atempada, logo após a chegada. Saímos para a…