terça-feira, 8 de julho de 2014

"Volta asfáltica até ao Pontão das Laranjeiras"

Hoje era dia de volta asfáltica, na companhia do Vasco Soares, saímos da Rotunda da Racha, pelas 08h00, com percurso programado até ao Pontão das Laranjeiras, a escassos dois kms de Proença a Nova.
Abandonámos a cidade rumo às Sarzedas, com passagem pela Taberna Seca e Vilares, com paragem no Cabeço do Infante, para a matinal dose de cafeína.
Passámos Sarzedas e, hoje com um andamento mais animado, passámos pelo Vale D'Água, Monte Gordo, Catraia Cimeira, chegando depois à Sobreira Formosa.
Um percurso bem ondulado e com bonitas paisagens criadas, sobretudo, pelas serranias compostas pelo Moradal e Talhadas e os seus belos vales circundantes, iam captando a nossa atenção, e até um ou outro comentário.
Passado o Pucariço, chegamos ao vale de Urso, o nosso ponto de viragem do percurso de hoje.
Subimos às Moitas e parámos no café das bombas, mesmo defronte do aeródromo e Centro de Ciência Viva, onde absorvemos calmamente uma pequena bjeca "nêga" enquanto atualizávamos os temas atuais e os mexericos da caserna cá do nosso quartel, que de dia para dia não deixam de me surpreender.

Até ao Rio Ocreza foi sempre a "broar", bem escoltado pelo Vasco, que hoje, principalmente na segunda parte do percurso, fez questão de tapar o vento e evitar que os incómodos mosquitos me atingissem, com as placas toponímicas das aldeias de Vale Clérigo, Pedra do Altar e Vale da Mua a ficarem para trás. Obrigado companheiro!!!
Mas ele hoje ia distraído e continuou, agora em sentido ascendente, a bom ritmo por ali arriba até ao Perdigão, onde pensei que ia aproveitar para descansar um bocadinho. Qual quê, o meu companheiro hoje estava inspirado e aí vai ele em direção a Alvaiade por ali acima, parecia o TGV da linha do Tua . . . espera ai . . . esse já está desativado. c'um catano! Ok. Ficamos na lista de espera, até haver vaga!
A coisa continuou, agora com um repelão aqui e outro ali, mas o ritmo, esse, era porreiro e lá chegámos a Castelo Branco onde entrámos logo na sala de espera da pastelaria junto ao Elefante Azul, onde fomos prontamente atendidos e colocados a soro sagres . . . apenas com a diferença de que fomos nós a injetá-lo via oral. Ui . . . que secura.
Brincadeira à parte, foi uma esplêndida manhã de pedalada com as nossas finórias, na agradável companhia do Vasco Soares, culminando com uns bons momentos de convívio e 98 kms num engraçado percurso circular.
 
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles
AC

Sem comentários: