quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015

"Rotunda do Aravil"

Hoje necessitava de ir a Malpica do Tejo preparar uma "brincadeira campestre" para domingo.
Optei por levar hoje a minha "ézinha" e fomos "quilometrar" até à Rotunda que antecede a ponte romana sobre o Rio Aravil.
Saí de casa já com o ponteiro a ultrapassar as 08h00 e rumei aos Escalos de Baixo, com passagem pela estrada da Fonte Santa e nova estrada que ladeia o aeródromo.
Desci a Monheca e já no Ladoeiro, fui até ao café do Ti Valente beber a malguinha cafeínica e dar dois dedos de conversa.
Hoje, o friozinho matinal era um pouco mais suportável e o sol já começava a emanar algum calorzinho, originando uma manhã bastante agradável para umas boas pedaladas.
Cruzei o Ladoeiro e segui pela N.240 até à Rotunda do Aravil, fletindo depois à esquerda para a N.353 que segue para a Senhora da Graça.
Logo após o cruzamento para a Herdade da Tábua, virei à esquerda para a estradinha panorâmica que cruza a campina de regadio do Ladoeiro, sempre rodeada de uma bonita paisagem.
De novo no Ladoeiro, segui para Monforte da Beira, que atravessei pelas suas trepidantes ruas empedradas, desta vez sem a habitual paragem no café do Joaquim Padeiro, pois iria parar em Malpica do Tejo, para onde fui de imediato.

A estreita estrada que liga Monforte a Malpica é uma ligação que sempre me apraz fazer em bicicleta, pois contempla uma bela panorâmica de terra de montado a perder de vista, até à "tierras de nuestros hermanos!"
Ao chegar ao café, lá estava o Arlindo a apanhar o seu banhinho de sol à entrada do estabelecimento.
Encostei a bike e sentei-me também, gozando um pouco daquele calorzinho solar . . . e que bem soube.
Por ali estive algum tempo  à conversa com o Arlindo, combinando o repasto para domingo.
Fui depois dar uma espreitadela no fumeiro onde os "ditos cujos" estão suspensos na "sauna" à laia de SPA, ficando logo um par deles destinados à "desgraça dominical", com um arranjinho bem à moda malpiqueira. A coisa promete . . . mas só depois da pedalada campestre ali  por trilhos e recantos!
Já com a "coisa" agendada estava na hora de ir ao encontro do meu almocinho.
Rumei ao Rio Ponsul, subi os Enfestos e o "Petit Col du Gitan" antes de entrar na cidade, depois de 98 kms pedalados numa magnífica manhã para a prática deste lúdico desporto.
Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Sem comentários: