segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

"Rota do Leitão"

2015 chegou, e com ele, mais uma "Rota do Leitão", um daqueles eventos que mantêm a tradição de juntar amigos para desfrutar duns belos trilhos, enquanto o "dito cujo" aloira, para posteriormente nos saciar numa alegre e fantástica tertúlia, à mesa, entre familiares e amigos.
Sendo um dos privilegiados convidados para esta reunião de amigos, não poderia faltar.
Pelas 08h30 lá estava no Vale Clérigo, o local onde a malta se foi juntando para a partida que seria dada mais tarde.
Depois da dose cafeínica no café , eu e os companheiros que já ali se encontravam, fomos aparcar as viaturas junto à piscina da Pedra do Altar, o local onde tomaríamos banho à chegada. 

Tive o prazer de reaver alguns amigos que já não via há algum tempo e com eles conversar um pouco.
A partida foi dada já depois das 9h00 e aquele bonito colorido de malta amiga lá foi pedalando de forma calma e animada numa bela manhã invernal, onde nem o frio conseguia arrefecer o calor que emanava  daquele animado grupo.
A primeira povoação que alcançamos foi o Espinho Pequeno e logo depois o Espinho Grande.
Cruzamos a Ribeira do Salgueirinho e subimos às Giesteiras Fundeiras e logo após as Giesteiras Cimeiras, num autêntico sobe e desce, com passagem por bonitos recantos.
Lá mais à frente passamos pelos Sesmos antes da primeira passagem pele Sobreira Formosa.
Por ali demos uma volta circular, cruzando a Ribeira do Gomes e visitando a bonita Praia Fluvial da Froia, para regressarmos à Sobreira Formosa Com passagem pela Pedreira e Casa Nova, já com o corpinho bem atestado com um belo repasto, com um  presunto fatiado "in loco", além de outras iguarias, bem regadas com o belo tinto e a "giribita a rematar.
Dali seguimos para uma visita á bonita aldeia de xisto da Figueira, onde chegamos após passagem pelo Pereiro.
Demos umas pedaladas por algumas das suas espetaculares ruelas, desfrutámos de um bom par de veredas, daquelas que a malta gosta e regressamos ao ponto inicial, depois de cruzarmos novamente a Ribeira da Sarzedinha e a aldeia das Moitas.
Depois do banhinho tomado no balneário da piscina da Pedra do Altar, rumamos à  Adega Alves, para o ponto alto daquela fantástica manhã . . . a degustação dos belos leitões, muito bem acompanhados dumas belas migas, um suculento arrozinho e umas saborosas batatas assadas.
Muita animação, muita amizade e um excelente convívio, preencheram a alongada manhã de ontem, graças ao amigo Pedro Tavares, o mentor deste belo evento, que há alguns anos vêm mantendo a malta sempre na expectativa do ano seguinte.
Grande abraço.
 Fiquem bem.
Vêmo-nos nos trilhos, ou fora deles.
AC

Video:-


 

Sem comentários: